Fique por dentro! Assine nossa newsletter

05/05/2021
Por
MJV Team

Como escolher uma consultoria de inovação?

Selecionar uma consultoria empresarial para tirar seus projetos do papel pode ser uma tarefa complexa. Mas não se preocupe, neste post daremos dicas valiosas para que você faça a escolha certa!

Com a intensificação do processo de Transformação Digital nas empresas, nunca se falou tanto em inovação. Para responder a isso, não importa se sua empresa está na dianteira do mercado, tentando se recuperar de um mal momento ou começando a dar os primeiros passos para voar mais alto, a consultoria de inovação é para você! 

Uma das dores mais comuns é como se certificar que os resultados dos cases de sucesso da consultoria em questão serão aplicáveis à realidade da sua empresa. Outra delas é sobre quando é a hora certa de fazer esse investimento.

Neste aspecto, você com certeza deve ter quebrado a cabeça para encontrar uma consultoria com experiência no mercado, que entenda do seu segmento e saiba conduzir a inovação dentro da sua empresa com celeridade e resultados consistentes.

Mas, em um mercado onde todos estão buscando a inovação, como ter certeza de que essa iniciativa vai gerar resultados satisfatórios? A resposta é: por meio de processos estruturados (e flexíveis!) de criação de soluções de negócios com diferencial competitivo e ajuda de profissionais especializados.

Recentemente, fizemos um post sobre porque você deveria investir em uma consultoria de inovação. Hoje, vamos te dar dicas sobre como escolher a consultoria certa para te ajudar a alcançar seus objetivos. Fique conosco e entenda melhor!

O que uma consultoria de inovação faz?

A consultoria de inovação é um tipo de consultoria empresarial que tem foco na estruturação de processos de cocriação de soluções de valor para abordar desafios de negócios.

Esses processos geralmente estão apoiados em metodologias de solução de problemas (problem-solving), abordagens de revisão de processos e métodos de investigação de hábitos e comportamentos de consumo, como Design Thinking e Jobs to be Done.

Nestes métodos, o trabalho consiste em promover uma visão holística por meio de uma pesquisa exploratória e imersiva para entender o negócio, variáveis relevantes e os contextos de mercado nos quais a empresa está inserida.

Posteriormente, é hora de idear e consolidar ideias para, por fim, validar hipóteses e dar início às provas de conceito ou MVPs.

Há uma série de maneiras para abordar a inovação na sua empresa, desde o outsourcing de equipes multidisciplinares, passando pela inserção de especialistas em inovação como facilitadores e criação de células de inovação, até iniciativas de capacitação de funcionários.   

Aqui na MJV, nós trabalhamos 4 frentes principais de inovação, que se subdividem em uma série de outras expertises que você pode ver mais a fundo neste artigo. Algumas delas são:

Capacitação

Mais do que implementar projetos de sucesso na sua organização, é importante que os funcionários de uma empresa sejam treinados e aculturados a pensar a inovação sob uma ótica que propicie a criação de novas soluções.

Nos serviços de capacitação, estão presentes, por exemplo, os Workshops e Hackathons.

Gestão de Processos

A inovação em processos é muito provavelmente o tipo de inovação mais popular que existe. Com o crescimento exponencial da tecnologia, a necessidade de otimizar processos para escalar operações tornou-se imprescindível para os negócios.

Nessa lógica, contamos com o Business Process Management, um framework poderoso para trabalhar a cadeia de valor da organização, incluindo etapas de arquitetura de processos, mapeamento, modelagem, padronização, transformação e controle.

Tudo isso com foco na melhoria contínua, acompanhamento do desempenho e economia.

Estratégia Empresarial

Um deck de soluções que contempla desde o Planejamento Estratégico, passando por Gestão da Mudança, até a Transformação Cultural.

Experiência do Usuário

Pesquisas apontam que as experiências já superaram atributos como o preço no ranking de prioridades do consumidor sobre decisão de compra. Pensando no âmbito digital, a recente chegada de novos entrantes e negócios reserva oportunidades incríveis no 

Aqui estamos falando de serviços como a criação de experiências omni/cross-channel, a construção de jornadas do usuário e o design de interfaces.

Quando contratar uma consultoria de inovação?

Todo gestor que um dia percebeu a necessidade de intensificar esforços na construção de métodos de geração de valor no seu time e/ou empresa, já se deparou com a seguinte dúvida: qual é a hora certa de contratar ajuda interna?

Como você bem deve saber, não há uma resposta exata. Mas há alguns questionamentos que podem ajudar você a perceber melhor a inclinação da alta gestão a apoiar investimentos em projetos de inovação. Confira.

  1. A empresa/setor é capaz de assumir riscos para melhorar processos?
  2. Quão à vontade os colaboradores se sentem para propor soluções diferentes das usuais para tarefas comuns?
  3. E para problemas recorrentes? Eles têm apoio da gestão para abordar esses problemas de novas formas?
  4. Há alguma iniciativa de compartilhamento de novas ideias de melhorias em processos? Há um fórum específico para a discussão dessas ideias?
  5. Qual porcentagem dessas ideias foi transformada em solução prática?
  6. A empresa possui (ou há projetos para) soluções fora do core business?

Se você consegue marcar um “check” ou responder positivamente à maioria dessas questões, saiba que provavelmente a hora de contar com ajuda especializada para transformar suas ideias em soluções está próxima!

Alguns elementos como o posicionamento institucional e a hierarquia organizacional também podem dar dicas importantes, tanto em relação ao status da inovação na empresa, quanto da probabilidade de você ter apoio interno na contratação de um serviço de consultoria.

4 passos para escolher a consultoria de inovação certa para o seu negócio

1. Entenda quais são os diferentes tipos de inovação

Conhecer os diferentes tipos de inovação e seus resultados é primordial para entender qual tipo de abordagem vai se encaixar melhor na estrutura organizacional da empresa – e como essa hierarquia será impactada a depender da escolha de cada uma.

2. Verifique os clientes e os cases de sucesso

Clientes inovadores ou grandes companhias e cases de sucesso com resultados impactantes podem dar uma boa primeira impressão sobre o tipo de desafio que essa consultoria é capaz de resolver. 

Ah, o serviço das consultorias é estratégico e tem relação íntima com a construção de um diferencial competitivo. Portanto, os dados sobre projetos nem sempre estarão disponíveis ao público.

É importante conversar com os consultores de inovação para entender melhor a dinâmica do serviço e aferir bons resultados em indústrias análogas à sua.

3. Defina objetivos e entenda a execução do projeto

Falamos lá em cima que há algumas maneiras de promover a inovação em uma empresa, como workshops e hackathons. Mas cada uma delas vai se encaixar melhor a depender da maturidade da empresa em inovação.

Workshops, por exemplo, são eventos para que se coloque a mão-na-massa, e se adquira vivência no uso de ferramentas de design que auxiliam na construção de soluções de valor para negócios.

Já os hackathons são eventos em que especialistas se reúnem para solucionar um determinado problema. Percebe a diferença entre os objetivos?

Por isso, é preciso definir quais são os objetivos a serem atingidos na implementação de um projeto de inovação, bem como os requisitos e até mesmo quais atividades de capacitação devem ser feitas para que sua equipe consiga acompanhar o trabalho dos facilitadores.

4. Atenção à cultura

Se a consultoria que você está procurando promete uma revolução no mindset de seus funcionários da noite para o dia, ligue o sinal amarelo. Se na comunicação em momento nenhum tocarem na palavra “cultura”, risque de vez essa opção da sua lista.

O trabalho de uma consultoria de inovação pode sim oferecer resultados imediatos em projetos de inovação e até mesmo escalar rapidamente ao passo que novos times mudam a forma de trabalhar para construir soluções diferenciadas.

Contudo, a duração desses efeitos em longo prazo só poderão ser mensurados à medida que a cultura de inovação estiver consolidada na sua empresa.

Acontece que a construção de um processo de inovação sustentável – aquele em que seus funcionários cuidarão da inovação de ponta a ponta – levará algum tempo (a depender da rigidez da empresa). Transformações como essa demandam uma mudança de hábitos, consistência e confiança no método escolhido.

Acelere seus objetivos com ajuda especializada

Escolher uma consultoria de inovação pode parecer um desafio complexo (e é!). Mas, ao entender o nível de maturidade de inovação da sua empresa e as barreiras estruturais a serem superadas ao fazer esse investimento, é possível implementar um processo de inovação sustentável e eficiente.

No entanto, é preciso definir o tipo de resultado esperado desse investimento e assegurar o alinhamento entre os stakeholders da empresa sobre os objetivos do processo. Lembre-se: inovar precisa ser uma certeza.

Quer implementar uma cultura de inovação capaz de mudar para melhor a frequência e a velocidade com que novas soluções surgem no seu time? A MJV pode te ajudar! Fale com um consultor e tire todas as suas dúvidas.

Acesse grátis

Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes



Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter