Compartilhar:

Categorias:

6 min read

Como o growth hacking pode acelerar o crescimento das empresas?

Crescer na direção certa, priorizando o que realmente importa e utilizando testes e experimentos. Parecem premissas básicas para você? Então está na hora de mergulhar no growth hacking.


Você provavelmente já ouviu falar em growth hacking. E talvez até já esteja familiarizado com o termo. Mas o que realmente significa growth hacking? Que diferença ele pode fazer na sua empresa? 

E mais ainda: o que é preciso para trazer o growth hacking para a minha empresa? Um time de especialistas? Uma cartela de ferramentas? Uma metodologia detalhada? Acredite: é bem mais simples que isso. Tudo começa com uma forma de pensar.

Você não precisa perder tempo implementando um método complicado ou que sua empresa não esteja pronta para adotar. É possível direcionar o crescimento do seu negócio de uma maneira muito mais simples e eficaz com o growth hacking. E é sobre isso que vamos falar nesse artigo. Confira!

O que é growth hacking?

Já não é novidade falar que o mundo está mudando cada vez mais rápido – e o mesmo acontece com as empresas, consumidores, produtos, serviços e até mesmo com os modelos de negócio. 

Isso fica bem perceptível se compararmos um modelo de negócio que funcionava há cinco anos atrás com o que faz sentido atualmente. A economia digital demanda um aperfeiçoamento constante para que as corporações alcancem o tão sonhado crescimento exponencial. 

Para isso, não existe fórmula mágica, mas um bom começo é identificar e implementar estratégias de impacto imediato. É aí que entra o Growth Hacking. 

Calma, não estamos falando de uma virada de chave que vai transformar todos os resultados da noite para o dia. Mas é, sim, um método de trabalhar o crescimento da sua empresa pautado no desenvolvimento empírico de melhores práticas baseadas em hipóteses e experimentos.

O Growth Hacking pratica a filosofia da melhoria constante. Para isso, busca entender porque as experiências são bem-sucedidas ou não e, dessa forma, tem a capacidade de escalar metodicamente o seu negócio às alturas.

Growth Hacking: quais áreas podem utilizar?

Afinal, que área fica responsável pelo Growth Hacking? Se ficou em dúvida se esse artigo é para você porque talvez a prática não seja da sua alçada, confira as próximas linhas para entender um pouco melhor.

Se já ouviu os profissionais de marketing falarem em growth hacking, mas também acha que ele flerta com a área de TI, tem um toque de Data Science e também precisa do setor comercial… você acertou em cheio! 

Há algum tempo, o growth hacking foi uma verdadeira febre entre os influenciadores de negócios nas mídias sociais. Hoje, já habita outros terrenos: muitas empresas tradicionais colocaram a prática nas pautas de suas reuniões para repensarem processos de prospecção e aquisição de clientes.

O Growth Hacking tem como premissa construir processos automatizados e escaláveis para impulsionar resultados.

Se pareceu muito difícil de entender, vamos simplificar.

GROWTH HACKING NA PRÁTICA

–> Para anotar no caderninho: Nunca abandone um experimento no meio. É de suma importância ir até o final. Sempre. Mesmo que o experimento comece a dar indícios de que está indo para um caminho não desejado ou que não vai apresentar o resultado esperado, siga. É isso que trará o aprendizado e a experiência que serão fundamentais para o sucesso dos próximos.

Por que usar growth hacking?

Sabe aquela frase “para quem não sabe que direção seguir, qualquer caminho serve”? É exatamente esse conceito que o Growth Hacking vai combater. Isso porque sua premissa básica é crescer na direção certa, priorizando o que realmente importa e utilizando testes e experimentos. 

Para isso, implementar o processo de forma que ele possa ser replicado é essencial. E vamos te dar 3 razões para começar hoje mesmo o deep dive em Growth Hacking.

  • A soma de pequenas melhorias = crescimento significativo

Não foque em um crescimento gigantesco num primeiro momento. Hacks milagrosos acontecem, mas são muito raros e você pode perder tempo e oportunidades perseguindo algo que nem sempre te dará o crescimento esperado.

Busque várias soluções que vão proporcionar crescimentos mais realistas. Acredite: o seu crescimento total será o resultado da combinação de vários pequenos crescimentos. Inicialmente, pode parecer pouco efetivo, mas, ao final, o somatório dessas melhorias vai levar a um crescimento exponencial.

  • Não coloque todas as suas fichas em apenas uma cesta

Sim, você pode realizar diversos experimentos ao mesmo tempo. Lembra da tabelinha que colocamos aqui em cima? Você pode executá-la com vários experimentos em paralelo. Por que não?

Isso porque, para ter relevância estatística, você vai precisar de muitos dados e tempo. Se focar em apenas um experimento, vai demorar muito para ter todas as análises necessárias. E se por acaso ele falhar ao final (o que acontece bastante), sua melhoria ficou ainda mais distante.

  • Erros não existem. Tudo é aprendizado

Fez um experimento e o resultado não foi o esperado? Não foi um erro, foi um aprendizado. A experiência com esse experimento te colocará em outro nível para realizar o processo novamente. 

Dessa forma, as chances de sucesso são cada vez maiores e mais significativas. 

Disclaimer

A partir daqui, traremos a parte prática do Growth Hacking. Se você gostou do que viu até agora e acredita que é isso que a sua corporação precisa, pode seguir em frente.

Acesse grátis

Se você ainda tem dúvidas e deseja entender mais sobre o conceito de Growth Hacking, mergulhar em cases e conhecer outras estratégias, seu caminho é por aqui: preencha o formulário a seguir e mergulhe no nosso guia completo “14 estratégias de Marketing Digital que você precisa conhecer”.

Dicas práticas de como aplicar o conceito

Vamos te dar dicas de como começar hoje mesmo a implementar na prática e buscar o crescimento e a melhoria de performance da sua empresa. Anota aí!

  1. Envolva o máximo de times possíveis 

Quanto mais áreas envolvidas, melhor. Não só pela máxima de que muitas cabeças pensam melhor do que uma, mas porque várias perspectivas diferentes podem trazer uma visão macro do problema que será muito melhor do que ter um olhar enviesado de apenas um setor.

  1. Seja ágil

Estamos falando em acelerar o crescimento. Logo, não faz sentido focar em preciosismos e burocracias para só depois colocar a mão na massa. Se ficar em dúvida, teste. Dados não mentem. 

  1. Otimize o que já existe

É muito mais fácil pensar em melhorias para um processo que já existe dentro da sua empresa do que criar algo novo para implementar. O básico bem feito é muito melhor do que o inovador desconectado com o contexto da sua corporação. 

  1. Foque em resultados sustentáveis

Se estamos propondo melhorias efetivas e crescimento exponencial, não faz sentido pensar em resultados que não serão sustentáveis a longo prazo. Esqueça “hacks” milagrosos. A prioridade deve ser um processo consistente de crescimento, que seu time consiga medir e ter cadência.

Ferramentas que vão te ajudar a aplicar o growth hacking

Agora é a hora de preparar o terreno para ajudar o seu time de growth hacking a ter mais autonomia e economizar o máximo de tempo possível. 

É importante considerar, também, a questão do custo. A maioria das ferramentas possui versão gratuita, o que pode ajudar bastante, principalmente na fase inicial. 

Google Analytics

Para mensuração de dados e experimentos, o Google Analytics é uma das ferramentas mais populares. Existem outras, inclusive focadas no funil de sites, mas sugerimos o GA pela familiaridade que a maioria dos profissionais possuem – provavelmente você até já usa por aí!

LuckyOrange, Visitor Analytics, Mouseflow, Hotjar

Entre outras ferramentas, essas são algumas que ajudam a construir um heatmap (ou mapa de calor). Com elas, você consegue gravar a sessão do usuário no seu site para entender como ele se comporta e, dessa forma, implementar melhorias.

Por exemplo: se o usuário fica muito tempo dando scroll na página ou começa a preencher o formulário e desiste no meio, talvez seja o caso de diminuir a quantidade de textos e inserir um formulário mais enxuto para aumentar sua conversão. 

Google Optimize, Optimizely, AB Tasty, Split Hero, Adobe Target

Para testes A/B em landing pages e campanhas de email marketing essas ferramentas podem ajudar bastante. Além de fáceis de utilizar, você não vai precisar ter um conhecimento muito profundo em HTML.

Case de sucesso MJV: DT + Growth Hacking + Agile Marketing

Como falamos anteriormente, o Growth Hacking reside na interseção de diversas áreas. Dependendo do setor da sua empresa, pode funcionar para resolver diversas dores, desde aumento da venda de produtos, serviços e assinaturas até recebimento de currículos e aumento no tráfego de sites. 

Aqui na MJV, o Design Thinking e as Metodologia Ágeis estão em nosso DNA. Aplicamos a combinação de DT + Ágil em todos os nossos projetos porque entendemos que esse casamento proporciona o combo mais eficaz quando se trata de gerar valor ao negócio: identificação do problema + geração de resultados rápidos.

Começando pelo Design Thinking, identificamos a dor e o motivo da mesma estar impactando os negócios. Por exemplo: queda nas vendas. 

Depois, é o momento de combinar operações enxutas e gerenciamento flexível: Growth Hacking + Ágil.

Esse modelo de operações enxutas, com base em “falhar rápido” e metrificar resultados adapta-se perfeitamente ao mindset ágil e à filosofia de equipes autogerenciáveis. Isso requer pouca burocracia e muita flexibilidade para que os times possam tomar decisões baseadas em dados e nos resultados de testes.

Os frameworks ágeis destacam-se, ainda, quando times de desenvolvimento enfrentam cenários de baixa previsibilidade — que é o caso das empresas que não são nativas digitais e ainda estão encontrando sua maneira de operar 100% online.

O sucesso do case? Aumento da conversão de ações de Marketing em 115%.

Foi possível dobrar a conversão de ações de marketing em pouquíssimo tempo após a implementação do fluxo de trabalho. O Marketing se torna Ágil através de uma total simbiose entre um mindset orientado a entregas e métodos de trabalho sistematizados para alcançar resultados.

Quer conhecer outras estratégias para impulsionar o marketing da sua empresa? Então clique no botão abaixo e baixe o ebook: 14 estratégias de Marketing Digital que você precisa conhecer.

Voltar