Fique por dentro! Assine nossa newsletter

03/16/2020
Por
MJV Team

Ecoinovação: Criando uma estratégia de inovação e sustentabilidade

A escala dos problemas ambientais, juntamente com as desigualdades sociais e os desafios de competitividade na economia global, aumentaram a conscientização sobre a necessidade de mudar e renovar os negócios em nosso dias. 

Na melhor das hipóteses, essa conscientização pode produzir respostas inovadoras que gradualmente movem a sociedade por um caminho mais sustentável.

É daí que o conceito de Ecoinovação vem ganhando cada vez mais espaço entre governos, universidades e organizações. A luta pela criação de estratégias que unem inovação e sustentabilidade é um esforço que deve ser cada vez mais abraçado.

Continue lendo e descubra nossas dicas para criar estratégias inovadoras com foco em sustentabilidade para seu negócio!

Sua empresa é sustentável?

Uma empresa sustentável é aquela que integra com sucesso questões ambientais, econômicas e sociais em suas operações comerciais. 

Fique ligado: muitas empresas que se consideram sustentáveis ​​atendem apenas a um terço dessa definição.

Segundo uma pesquisa da Stanford University, nos Estados Unidos mais de 90% dos CEOs dizem que a sustentabilidade é fundamental para o sucesso. Evidências do estado de espírito do CEO do futuro são vistas em na atenção que suas empresas estão dando às estratégias de sustentabilidade.

No Brasil, ainda não há notícias de nenhum estudo científico conclusivo sobre a conscientização dos CEOs em relação à sustentabilidade. É possível que o percentual de consciência seja parecido com o que acontece na América do Norte. 

A questão é: qual é o grau de engajamento desses executivos com o tema?

Talvez precisemos discutir mais a necessidade de as empresas serem sustentáveis. O desafio está em ajudar os empresários a sentirem conexões com esse desafio, especialmente se eles não visualizarem retorno do investimento em sustentabilidade. 

Essa barreira deve ser superada primeiro, antes que a organização, como um todo, possa se comprometer com a sustentabilidade.

No outro extremo do espectro estão os negócios já criados com a causa ambiental no DNA . A ascensão de empresas ambientalmente e socialmente conscientes costuma ser inspiradora. E carregam isso no seu propósito

O que se sabe é que o impacto dos negócios na sustentabilidade do planeta é bastante significativo. 

Logo, as empresas, de quaisquer portes e atuantes em qualquer segmento do mercado, precisam entender suas responsabilidades e se engajar com elas — não apenas para estar em conformidades com regulamentações governamentais, mas para reduzir os danos ao meio ambiente e atuar ativamente no desenvolvimento social. E o que chamamos de impacto positivo ou ganha-ganha-ganha – o usuário ganha, a empresa ganha e a sociedade também. 

Inovação e sustentabilidade: é possível juntá-las?

Uma boa maneira de promover essa consciência nas empresas é mostrar aos executivos que é possível unir a sustentabilidade e a inovação, algo tão necessário no mercado altamente competitivo de hoje.

É o que os novos consumidores esperam…

Os próprios consumidores, especialmente a geração do milênio, estão se tornando mais avessos ao risco quando se trata de gastar seu dinheiro. 

Eles geralmente gastam com mais cuidado do que as gerações anteriores. No entanto, quando gastam, valorizam padrões que favoreçam marcas sustentáveis. 

Esses consumidores preferem gastar seu dinheiro em marcas que pregam mensagens pró-sociais, aplicam práticas de fabricação sustentáveis ​​e exercem padrões éticos nos negócios.

De acordo com o estudo Finger on the Pulse da Horizon Media, 81% dos millennials esperam que as empresas declarem publicamente sua cidadania corporativa.

Então, podemos dizer que unir inovação e sustentabilidade é o famoso “uma mão lava a outra”. A empresa se adequa aos novos consumidores, contribui para a sustentabilidade e se mantém competitiva. 

E a sustentabilidade vai muito além do verde…

Também é muito importante ter em mente que a sustentabilidade vai além do cuidado com o meio ambiente. Envolve três aspectos principais — ambiental, econômico e social — cada um dos quais deve ser levado em consideração para uma verdadeira estratégia de sustentabilidade.

E isso não se consegue apenas com a força do querer. É preciso estruturar e executar estratégias inovadoras, que tragam respostas para problemas complexos, surpreendam os consumidores e reduzam os impactos negativos dos negócios sobre o meio ambiente e a sociedade. 

→ Case de sucesso: entenda como um grande banco conseguiu criar uma nova experiência bancária e democratizou o acesso de clientes de baixa renda aos serviços financeiros!

Afinal, o que é Ecoinovação?

É desse desafio que surgiu o conceito de Ecoinovação. Ele tem várias interpretações, que podem ser sintetizadas assim:

→ Ecoinovação é qualquer forma de inovação que objetiva progresso demonstrável em direção à meta do desenvolvimento sustentável, através da redução de impactos no meio ambiente ou da obtenção de um uso eficiente e responsável dos recursos naturais, incluindo energia.

→ É também a criação de preços competitivos, bens, processos, sistemas, serviços e procedimentos projetados para satisfazer as necessidades humanas e proporcionar uma melhor qualidade de vida para todos, com um uso mínimo do ciclo de vida dos recursos naturais (materiais incluindo energia e área de superfície) por unidade de produção e uma liberação mínima de substâncias tóxicas.

→ É o processo de desenvolvimento de novos produtos, processos ou serviços que continuam fornecendo valor ao cliente e ao negócio e ainda  diminuem significativamente o impacto ambiental.

→ Também chamada de “inovação orientada para a sustentabilidade”, trata-se da criação de novos espaços de mercado, produtos e serviços ou processos conduzidos por questões ambientais ou de sustentabilidade.

→ Inovação sustentável como um processo em que considerações de sustentabilidade (ambiental, social, financeira) são integradas à empresa – sistemas desde a geração de idéias até a pesquisa e desenvolvimento (P&D) e comercialização. Isso se aplica a produtos, serviços e tecnologias, bem como novos modelos de negócios e organização.

Como ser uma empresa inovadora e sustentável?

Em linhas gerais, os especialistas afirmam que uma estratégia de inovação é normalmente composta de sete passos:

1- Alinhar a estratégia de negócios

2- Obter suporte executivo

3- Desenvolver processo de gestão da inovação

4-Identificar funções e tarefas

5-Determinar métricas

6-Desenvolver estratégias, processos e sistemas continuamente

7-Estabelecer uma cultura de inovação

→ Veja também nosso e-book sobre Cultura de Inovação.

Quando se trata de unir inovação e sustentabilidade, há também algumas outras dicas que podem ser colocadas em prática. Confira, a seguir!

Incentive o mindset sustentável

Para início de conversa, a empresa precisa mostrar que a sustentabilidade é um valor para o negócio. E esse exemplo vem da alta cúpula, passa pelas lideranças e chega até os membros da operação.

É importante comunicar e viver a sustentabilidade no dia a dia, pois isso vai promover o mindset sustentável, ou seja, uma mentalidade que valoriza de ser sustentável em todas as  ação do dia a dia corporativo. 

Monte uma estratégia de inovação aberta

Também é fundamental olhar para além das quatro paredes da organização e buscar colaboração externa para sua estratégia de inovação. 

A essa atitude chamamos de inovação aberta, que promove parcerias com outras organizações e instituições de pesquisa.

A ideia é aproveitar o olhar externo e as experiências já vividas para obter insights e pluralidade de ideias, e assim, driblar a tendência de pensar os problemas a partir de uma única perspectiva. Isso vai ajudar a resolver problemas de sustentabilidade e inovar sem muita dificuldade. 

Estruture um laboratório de inovação com foco em sustentabilidade

Também é interessante colocar um projeto no papel e direcionar a equipe em busca de soluções inovadoras e sustentáveis — em produtos, serviços, processos etc. 

Uma boa maneira de fazer isso é montando um laboratório/centro de inovação, ou seja, ter um espaço com a equipe e as ferramentas 100% dedicadas a esse objetivo.

→ Baixe nosso e-book sobre Laboratórios de Inovação para ver como fazer isso!

Incentive o intraempreendedorismo

Favorecer o empreendedorismo interno também pode acelerar o processo de inovação e sustentabilidade. Isso significa que a empresa vai dar autonomia para que as pessoas se unam e testem ideias que normalmente não seriam exploradas pela correria do dia a dia.

Para tal, além de criar as condições  técnicas e ferramentais, a empresa precisa promover incentivos — monetários, de reconhecimento etc. 

Os intraempreendedores, quando bem aproveitados, tendem a gerar um ambiente de competitividade saudável e propor soluções inovadoras com foco em sustentabilidade. 

Dessa iniciativa podem surgir novos processos, compromissos internos, produtos e serviços com o foco no meio ambiente e a responsabilidade social.

→ Leia também:

Que tal, você entendeu a importância de unir inovação e sustentabilidade? Curtiu o conceito de Ecoinovação? Confira agora nosso report com as principais tendências de negócios para 2020!

Tendências em negócios 2020

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter