03/26/2019
By
MJV Team

No Code Chatbots: descomplicando a construção de um bot

Se você se interessa por chatbots, já leu sobre o assunto, conversou com um desses espertos robozinhos e até mesmo utilizou algum recurso de um bot para resolver um problema, deve estar pensando que essa é a solução para um melhor atendimento ao cliente na sua empresa.

Por outro lado, a construção de um bot parece algo ainda muito complicado, um processo que depende de muitos profissionais, muitos códigos, muito desenvolvimento de TI, uma equipe multidisciplinar alocada por muito tempo e, principalmente, de muito investimento, certo? Errado.

Graças às plataformas No Code (e Low Code) você mesmo, ainda que com pouco ou nenhum conhecimento de TI, pode construir um chatbot. E vamos te explicar como nas próximas linhas. Acompanhe!

O que são plataformas No Code e Low Code?

Durante muito tempo, um projeto de TI alocava profissionais extremamente capacitados e gastava muitas horas de trabalho de cada uma das áreas envolvidas – que não eram poucas. Isso impactava não somente na rotina da empresa e no grande investimento de tempo e dinheiro, como também nos próprios projetos, que muitas vezes eram descartados ou inviabilizados.

As plataformas No Code e Low Code surgiram para democratizar isso, oferecendo simplicidade no desenvolvimento de softwares. Através delas, pessoas com pouco ou nenhum conhecimento e sem um perfil técnico podem desenvolver produtos como sites, aplicativos e até chatbots.

É parecido, mas não é igual. O No Code abrange plataformas com ferramentas visuais e simplificadas ao ponto de um leigo em programação conseguir entender e trabalhar nelas. Já as Low Code exigem apenas uma programação básica para que pessoas com perfil técnico programem o mínimo possível e foquem no que é necessário. Diferenciar quando e como cada uma deve ser utilizada é a chave para o sucesso do projeto.

Benefícios de um chatbot No Code

As tendências No Code e Low Code ainda estão dando seus primeiros passos. A todo momento surgem novas e mais completas plataformas e ferramentas. E podemos considerar que muitas que estão no mercado já são bastante eficazes, inclusive para o contexto corporativo.

Isso representa uma verdadeira revolução. Possibilitar que qualquer um consiga desenvolver um aplicativo, um site e um chatbot – ou vários! – é democratizar a tecnologia. E isso gera muitos impactos. Vamos conferir alguns deles?

Rapidez na construção

Agilidade. Esse é o principal benefício que uma plataforma No Code pode trazer para qualquer empresa. Como qualquer um pode desenvolver, o objetivo é alcançado da forma mais ágil possível.

Pouca mão de obra

Como as plataformas No Code são praticamente intuitivas, não é necessário um grande número de profissionais voltados para apenas um projeto.

Autonomia para outros setores

Em projetos que envolvem TI, esse setor costuma ficar com a maior parte das demandas. Utilizar uma plataforma No Code para criar um chatbot dá maior autonomia para outros setores tocarem o projeto e, consequentemente, desafoga o time da TI. E, acredite, eles vão agradecer por isso.

Baixo custo

A equação é simples:

Ferramenta intuitiva + Plataformas gratuitas + Recursos alocados de forma otimizada =

Aumento da eficiência e Redução do custo-benefício

Como construir um chatbot No Code

O primeiro passo é focar na persona do cliente. As perguntas básicas irão guiar todas as escolhas dos tópicos que listamos a seguir. Antes de qualquer coisa, responda às seguintes perguntas:

1) Com quem você quer falar?

2) Como você quer falar?

3) O que você quer falar?

4) De que forma você quer falar?

Após responder essas perguntas, você terá o posicionamento do seu chatbot e os objetivos que deseja atender com ele. Com esse conceito pronto, será mais fácil avançar pelos itens abaixo.

Escolha do canal

Aqui você deve escolher onde seu chatbot ficará. Algumas das opções mais populares são o site da empresa, o Facebook Messenger e o Whatsapp. Mas suas escolhas serão apenas limitadas pelas opções que a plataforma escolhida der. Inclusive, você pode utilizar todos esses canais – adaptando os fluxos conversacionais, é claro!

Escolha da Plataforma

Esse é o momento de escolher a plataforma que você irá usar para criar a interface do seu chatbot. Existem muitas dessas plataformas disponíveis. E o melhor: a maioria é gratuita (cobra somente por um upgrade do serviço, se você achar que existe necessidade) e muito simples de usar.

As plataformas mais populares atualmente são o ManyChat, o ChatFuel e o brasileiro Blip.

Escolha da IA

A Inteligência Artificial pode ou não ser uma aliada no processo de construção de um chatbot No Code. Na maioria das plataformas existe a opção de integrar muitas das Inteligências Artificiais disponíveis no mercado para fazer com que seu bot aprenda cada vez mais com a interação dos usuários.

Se quiser entender melhor como funcionam os chatbots com Inteligência Artificial, acesse nosso blog post: Inteligência Artificial e Chatbots: ensinando a máquina a pensar.

Design Conversation User Centric

O Design Conversation possibilita a construção de uma estratégia de conteúdo que vai engajar o cliente. E é exatamente por isso que deve ser user centric, ou seja, focada em proporcionar a melhor experiência possível para estimular as interações.

No caso de um chatbot que não utilize IA, é necessário pensar em como o fluxo conversacional vai fazer com que o usuário entenda a pergunta e dê a resposta esperada para o bot. Nesse caso, o processo fica mais fácil quando as perguntas dão poucas opções de resposta (se forem binárias, melhor ainda!) e as respostas utilizam botões.

Em nosso blog post: A importância do Design Conversation em Chatbots explicamos melhor como isso funciona. Acesse nosso blog e confira esse conteúdo!

Atualização constante do fluxo conversacional

Essa etapa acontece depois que o chatbot já está em funcionamento. É através das interações com os usuários que o time poderá gerar novos insights para refinar ainda mais o fluxo conversacional do bot.

Como uma plataforma No Code pode impactar a sua empresa?

O que podemos prever para os próximos anos é uma verdadeira revolução na maneira de vender e consumir TI. A tecnologia das plataformas é prova disso. O No Code é democrático: atende desde o pequeno empreendedor que possui apenas uma fanpage no Facebook até o colaborador de grandes corporações que precisa se aproximar de seu cliente através de um atendimento escalável.

Casando as plataformas No Code com o Design Thinking, vemos que a grande vantagem é poder prototipar e testar uma ideia – que pode parecer muito boa na teoria, mas nem sempre funciona na prática – com muito mais facilidade e agilidade. Nesse sentido, o No Code favorece a inovação e possibilita uma entrega de valor para o cliente.

Quanto mais as empresas seguem o caminho da inovação e se tornam mais ágeis, passa a fazer mais sentido utilizar plataformas No Code, principalmente na construção de chatbots, que são projetos (e processos) que exigem a participação de profissionais de vários setores.

Cada vez mais, o No Code pode se configurar como a chave para retirar os impedimentos entre ideias e soluções e proporcionar uma verdadeira transformação digital dentro das corporações.

Para entender melhor como a sua empresa pode passar por essa mudança, acesse nosso ebook Design Thinking e Ágil no contexto da Transformação Digital. Faça o download agora e comece a se aprofundar no assunto!

ACESSAR AGORA

Voltar