Fique por dentro! Assine nossa newsletter

07/06/2020
Por
MJV Team

Análise de sentimentos: por que você deveria prestar atenção nisso?

Análise de sentimentos é a atribuição de identificar, extrair, quantificar e estudar estados afetivos e informações subjetivas.

A era do Big Data evidenciou a importância de analisar o grande volume de dados para as empresas que desejam entender melhor o comportamento do seu consumidor. Neste cenário, os profissionais de Data Science desenvolveram ferramentas para extrair informações e insights a partir destes dados. Uma destas ferramentas é a análise de sentimentos.  

A análise de sentimentos é realizada por meio de processamento de linguagem natural, análise de texto, linguística computacional e biometria e tem a finalidade de criar conhecimento a partir destes dados.

A ascensão rápida das mídias sociais proporcionou  crescente interesse na análise de sentimentos. A multiplicação de opiniões, avaliações, recomendações e outras formas de expressão on-line transformou o reconhecimento em valor para as empresas. Afinal, com essas informações é possível gerenciar reputações e identificar novas oportunidades. 

A análise de sentimentos pode ser empregada de diversas formas: em aplicações de voz do cliente, por análise de respostas de um questionário e em comentários de avaliações.

Machine Learning

O avanço e aprimoramento da inteligência artificial (IA) possibilitou o desenvolvimento de softwares para reconhecer padrões comportamentais através da análise de dados. 

Machine Learning, ou aprendizado de máquina, é um método de análise de dados que automatiza a construção de modelos analíticos. Trata-se de um ramo da inteligência artificial baseado na concepção de que sistemas podem aprender com dados, identificar padrões e tomar decisões com o mínimo de intervenção humana.

Um sistema de análise de sentimentos com conteúdo textual, por exemplo, combina processamento de linguagem natural (PNL) com técnicas de Machine Learning para conferir pontuações ponderadas de sentimentos à sentenças.

A grande questão a ser resolvida na análise de sentimento é a classificação do texto analisado. Ela consiste no processo de encontrar, por meio de Machine Learning, um modelo ou função que descreva diferentes classes de dados. 

Atualmente existem ferramentas que permitem executar análise de sentimentos em poucos minutos, como a linguagem de programação Python. Nas redes sociais os usuários expressam constantemente suas opiniões sobre todo e qualquer assunto. A partir disso, é possível ter acesso a estes dados quase em tempo real por meio do Python.

Como aplicar a Análise de Sentimentos

Com grande apelo comercial, esta técnica pode ser utilizada por empresas para verificar o sentimento geral dos seus consumidores e, assim, definir estratégias de marketing. Basta ter uma conta nas redes sociais pode utilizar a ferramenta e entender o que é falado sobre ela e o comportamento de seu cliente.

Call centers também podem ser beneficiados com a técnica. Ao adotar a inteligência artificial, é possível identificar sentimentos em tempo real e, com isso, direcionar o atendimento.

A análise de sentimentos é abrangente e pode ser utilizada para diversos fins, como:

  • Pesquisas de mercado para captar a emoção apresentada pelo público;
  • Criação de experiências imersivas: possibilidade de alterar o ambiente da realidade virtual de acordo com as emoções transmitidas pelo usuário;
  • Testes com usuários; 
  • Assistentes virtuais: customização da linguagem de acordo com as emoções demonstradas pelo usuário.

E a LGPD com isso? 

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é uma nova legislação que obriga organizações públicas e privadas a cumprirem padrões de segurança para impedir roubos, vazamentos e venda ilegal de informações digitais e eletrônicas. 

Ela versa sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoas físicas e jurídicas de direito público ou privado. Foi criada, principalmente, para proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade.

A lei entra em vigor em agosto deste ano, mesmo com a pandemia do novo coronavírus (COVID-19). No entanto, o texto prevê que as multas para quem descumprir as regras começarão a ser aplicadas apenas em agosto de 2021.

Como estar adequado à lei

Além de conhecer o que é a LGPD, as empresas precisam começar a agir para seguir todas as diretrizes da nova legislação, principalmente àquelas que utilizam dados para realizar ações como análise de sentimentos e outras formas de monitoramento do usuário.

Para isso, é preciso preparar seu negócio. Já falamos aqui sobre como se organizar para quando a legislação entrar em vigor. Vamos relembrar?

Foque seu negócio no usuário

A LGPD praticamente obriga as organizações a ter mais foco nos usuários. Isso significa criar recursos, plataformas e métodos que deem mais transparência nas transações e na utilização das informações de clientes, fornecedores e parceiros.

A experiência do usuário aliada à segurança da informação precisa ser reforçada. E isso vai além de implementar mecanismos. Cada vez mais será preciso dar aos usuários meios de gerir quais dados querem compartilhar e quais não.    

Atualize sua estratégia de TI

Para fazer isso, é preciso fazer um upgrade no planejamento estratégico de tecnologia da informação (TI).

Isso equivale à aquisição de ferramentas mais modernas para captação, análise, armazenamento e processamento de dados. Também diz respeito a inserção de novos métodos e novas rotinas de trabalho para o time de tecnologia.  

Invista em inteligência de mercado

Seguindo as diretrizes da LGPD, os negócios que querem aproveitar as vantagens da nova legislação também devem investir em inteligência de mercado.

Plataformas de Business Intelligence, Business Analytics e projetos que empreguem métodos como Design Thinking, entre outros, são bem-vindos quando se trata de alcançar uma abordagem mais inovadora para garantir a privacidade dos dados e atualizar o modelo de negócios.

Busque ajuda especializada

Por fim, como são muitas variáveis a serem observadas e, em muitos negócios, será preciso fazer modificações substanciais em processos variados, uma boa dica é buscar ajuda de uma consultoria.

MJVLAB 

A MJV Technology & Innovation possui um laboratório voltado para Pesquisa & Desenvolvimento, que une dados, design, tecnologia e arte. O lab fica localizado no Parque Tecnológico da UFRJ, que é considerado um dos maiores epicentros de P&D da América Latina. 

Os serviços do laboratório incluem Validação de Conceitos (prototipação e testes), Criação de Experiências Memoráveis (design de experiência), Visão 360º do Consumidor (medição da experiência do usuário) e  Design Driven Data Science (inteligência artificial e analytics).

O MJVLAB dispõe de um banco de dados integrado que permite a identificação das conexões acadêmicas e a visualização dos conhecimentos gerados, além de contar com uma extensa rede de cientistas e pesquisadores, fazendo a ponte entre as descobertas do estado da arte e o mercado.

Conclusão 

Extrair insights, entender melhor o comportamento do usuário e redefinir estratégias de marketing são apenas alguns benefícios da análise de sentimentos. A técnica é excepcionalmente útil para entender como os clientes enxergam seu negócio. A ferramenta é abrangente e pode ser utilizada para diversas finalidades.

É preciso, no entanto, ter amparo técnico e jurídico. Afinal, a LGPD logo entrará em vigor e, além da adequação, será necessário utilizar a legislação para dar um salto na inovação e na competitividade.

Que tal bater um papo com um de nossos especialistas e entender como a análise de sentimentos pode beneficiar o seu negócio? 

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter