Fique por dentro! Assine nossa newsletter

11/19/2020
Por
MJV Team

5 passos para garantir a segurança da informação na sua empresa

A Cultura Digital transformou a sociedade na forma de consumir, se relacionar e compartilhar conhecimento, e, se os dados são o novo petróleo, a segurança da informação é definitivamente o combustível para preservar essa fonte.

Enquanto as empresas estão avançando a passos largos em mundo hiper tecnológico, surgem desafios inevitáveis do digital: riscos de fraudes e ataques cibernéticos que podem sentenciar a sobrevivência dos negócios.

No Brasil, um dos países mais conectados do mundo, os casos de vazamento de informações já custaram da queda irreversível de reputações a prejuízos milionários às empresas. 

É claro que, apesar de ser um ambiente repleto de vulnerabilidades, é possível mitigar os riscos investindo em segurança e resiliência empresarial. Entenda como iniciar essa jornada com um plano de ação!

Já vamos deixar uma dica valiosa: 

segurança em nuvem, integração de plataformas e ferramentas de gestão de risco são grandes aliados para esse contexto desafiador.


Neste artigo, nós vamos explicar o que é a área de Cibersegurança e como investir em um conjunto de ações para prevenir redes, dados, dispositivos móveis e garantir a segurança das informações dos seus clientes. 

Continue com a gente!

Recapitulando: O que é cibersegurança?


A Cibersegurança é o pilar digital da Segurança da Informação, área responsável por preservar o valor e integridade das informações sensíveis gerenciadas no ambiente físico e digital.

Se tornar refém de sequestradores de dados e receber ameaças para pagar o resgate com criptomoedas, pode até parecer a sinopse de um filme de ação futurista, mas não é! Essa é a realidade das organizações que não investem em estratégias de cibersegurança atualmente.

Para se aprofundar ainda mais neste universo, confira o nosso e-book completo sobre os benefícios da tecnologia Blockchain!

Acesse grátis

Blockchain: muito além das criptomoedas



A seguir, nós detalhamos 5 passos necessários para começar a investir em Cibersegurança e elaborar um planejamento de sucesso na sua empresa.

  1. Construa as suas defesas: Comece pelo fator humano

Acredite, prevenir é melhor do que remediar. Por isso, é importante definir políticas claras de segurança interna e realizar ações de conscientização sobre os riscos e formas proteção para garantir uma segurança organizacional 360º.

Esqueça o post it com senha colada no monitor e aprenda como evitar os riscos dos ataques de phishing

Com certeza, será preciso educar os hábitos de uso orientado pelo conceito de responsabilidade compartilhada e praticar iniciativas sólidas de capacitação.

Uma sugestão importante é envolver o time de Recursos Humanos para elaborar um plano de comunicação sobre as vulnerabilidades e riscos alinhado a todos os departamentos.

Quando as pessoas compreendem a ameaça, os principais tipos de ataques e as formas de ações preventivas, se tornam verdadeiros promotores da segurança digital da organização.

  1. Da concepção à recursos inteligentes

A cibersegurança nunca foi tão necessária, principalmente para o setor bancário, que é um dos mercados que está no olho do furacão ao se tratar de ataques cibernéticos e prejuízos econômicos expressivos.

Por isso, disponibilizar serviços e produtos que não sejam mais seguros para os usuários não é mais um diferencial, é um investimento de funcionalidade essencial. 

Nesse sentido, mapear as tecnologias compatíveis pode ajudar a entender a melhor maneira para aprimorar a estrutura de segurança dos servidores.

As ferramentas eficazes podem facilitar a gestão de autenticação de usuários e equipamentos, gerando compartilhamento seguro, bem como a migração para Data Centers, centros de processamento de dados projetados para concentrar servidores, sistemas computacionais de armazenamento e ativos de rede.

Além dos serviços de integração, é imprescindível que a sua organização utilize certificados de segurança (SSL), assinatura digital, softwares de antivírus e firewalls de proteção.

  1. Modernize os seus sistemas


Não há uma receita específica para assegurar a operação contínua em todas as indústrias, mas a segurança é certamente uma prioridade universal no mercado.

Segundo uma pesquisa da Cybersecurity Ventures, as perdas causadas pelos crimes digitais podem custar US$ 6 trilhões ao ano até 2021, este valor representa um dano maior do que o tráfico combinado de todas as drogas ilícitas no planeta.

É mandatório que os sistemas sejam atualizados de forma constante, impulsionados pela automação estratégica, aprendizado de máquina e infraestrutura escalável, pois a tecnologia também motiva a eficácia dos ciberataques e a ausência de cautela pode resultar em ameaças iminentes aos negócios.

Nós aconselhamos a implementação do uso de VPN (Rede privada de navegação) como uma forma de assegurar a segurança do acesso às empresas que operam em modelos de liberdade produtiva, como cenários remotos, onshore ou offshore.

Atenção redobrada aos projetos de e-learning: Durante o cenário de trabalho remoto, as plataformas de ensino online estão sendo altamente visadas por cibercriminosos.

  1. Capacidade Analítica


Em um ecossistema digital, é preciso aprimorar a capacidade de identificação de ameaças, além de localizar onde estão os dados críticos da empresa e como acessá-los de forma segura.

Visando a redução do impacto dos ataques cibernéticos, a visibilidade é um fator importante para monitorar o tratamento dos dados com agilidade e eficiência, além de possibilitar ações de forma pró-ativa.

Na era da internet das coisas (IoT) e wearables devices, as informações são extraídas com muita velocidade e de maneira descentralizada, por isso, construir e analisar um sistema robusto de gerenciamento é a chave para gerar inteligência operacional e refinar processos.

Confira alguns dos benefícios ao investir nessa prática:

  • Agilizar a resposta à mudanças e falhas de segurança
  • Corrigir danos de ataques cibernéticos com rapidez
  • Promover melhoria contínua
  1. O valor agregado da operação em Nuvem

A nuvem é uma forma inteligente de armazenar os dados da sua empresa? Com certeza! 

Quando se trata de tecnologias emergentes, o limite é exponencial e a inteligência artificial está envolvida cada vez mais em todos os contextos.

As vantagens da operação em nuvem são incontáveis, mas é claro, é preciso que o serviço seja implementado através de plataformas com métodos sofisticados de segurança.

Esses são alguns dos benefícios ao investir nessa prática:

  • Garantir uma infraestrutura flexível
  • Soluções mais criativas
  • Recursos de performance
  • Disponibilidade remota

A segurança digital não é uma demanda do futuro.


Não à toa os dados têm o seu valor digital comparado com uma mina de ouro no mundo físico, isso, porque, empoderam as tomadas de decisões mais significativas dos negócios.

Enquanto os crimes digitais evoluem de forma constante, a preocupação e necessidade de investir em segurança deve ser uma prioridade atual, além de garantir que cada etapa do processo seja realizada com atenção e qualidade.

“Não devemos pedir aos nossos clientes que façam um equilíbrio entre privacidade e segurança. Precisamos oferecer-lhes o melhor de ambos. Em última análise, proteger os dados de outra pessoa é proteger a todos nós.” Tim Cook, CEO da Apple.

E então, este conteúdo foi útil para entender a importância de se tornar uma empresa mais segura e superar os desafios do mundo digital? Após esse panorama, comece a migração à transformação digital e não fique para trás.

Se ainda restou alguma dúvida ou se você precisa de ajuda sobre esse tópico, fale com um de nossos especialistas e saiba como a MJV está auxiliando algumas das maiores empresas do mundo a transformarem seus ambientes digitais!

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter