Fique por dentro! Assine nossa newsletter

05/29/2020
Por
MJV Team

Ensino a Distância: a grande aposta do pós-normal

O mundo é remoto. E não é de hoje. Pode parecer que esse movimento começou devido ao contexto da pandemia da Covid-19 e isolamento social – que obrigou os colaboradores a migrarem rapidamente para o home office e as empresas a adaptarem seus processos e projetos para o modelo remoto. Mas não foi.

Todo esse contexto foi apenas um catalisador dessas mudanças. Na verdade, esse movimento já existia e era chancelado por muitas corporações que estavam na vanguarda da inovação. 

Todo esse novo contexto de muitas incertezas traz uma diversidade de desafios complexos e urgentes. As empresas precisam criar soluções rapidamente para assegurar competitividade e continuidade em suas operações e objetivos.

Vamos falar mais sobre como a MJV está ajudando seus clientes e parceiros a superar tempos de crise e incerteza com seus projetos de e-learning. Acompanhe! 

Capacitação e Treinamento a Distância: ampliando o conhecimento

Aqui na MJV já vivíamos essa transformação: nossos colaboradores já tinham o trabalho remoto como uma realidade. Logo, nosso processo para migrar para o home office foi mais fácil – ou menos difícil. Fizemos alguns ajustes e passamos a rodar remotamente (e no Ágil, é claro!).

Há tempos caminhamos para um cenário 100% digital, remoto e descentralizado. E não vemos solução mais eficiente e econômica para lidar com um mercado imprevisível e de constantes mudanças. 

É aí que entra o EAD. Entendemos que o Ensino a Distância encaixa perfeitamente nas necessidades do momento pelo qual estamos passando. E existem muito motivos para isso, que inclusive variam de empresa para empresa, de segmento para segmento. Mas podemos elencar os principais: 

  • Facilitador de treinamento a distância para seus profissionais
  • Garante escalabilidade do processo
  • Possibilita otimização de recursos
  • Melhora o desempenho dos treinamentos 
  • Desenvolve os colaboradores para uma transição eficiente para o ambiente remoto 

Mesmo que você reconheça o valor em todos esses pontos, deve estar se perguntando como iniciar um projeto desse porte em um momento de crise, certo? Foi pensando nisso que migramos toda a nossa metodologia de Design Thinking para o digital. Confira!

Design Thinking Digital como processo de inovação para EAD

O Design Thinking compreende profundamente o indivíduo através de suas análises. Dessa forma, coloca todos em uma mesma página, possibilitando um maior entendimento do negócio nesse momento de transição e de gestão. 

Tendo em vista este cenário de exceção, a MJV propõe um formato próprio para permitir diagnosticar, conceituar e validar de forma ágil um redirecionamento estratégico assertivo e aderente aos desafios do contexto. 

Todas as etapas do planejamento são revistas de forma dinâmica, utilizando o Design Thinking Digital como metodologia para otimizar e facilitar a definição de temas complexos e as tomadas de decisão subsequentes.

Através do Design Thinking Digital, se torna possível:

  • Adaptar e reenquadrar estratégias de médio prazo para planos de curto prazo dentro de um contexto de crise
  • Reenquadrar dinâmicas e rotinas de trabalho para minimizar o impacto em suas forças de trabalho, seus parceiros, cadeias de valor e clientes
  • Identificar novas oportunidades para a busca de competitividade e retomada de crescimento
  • Potencializar os ciclos de compartilhamento de conhecimento e aprendizagem na sua empresa

As 5 fases do curso EAD da MJV 

  1. Planejamento: imersão e coleta de insumos
  2. Produção do conteúdo do curso: todos os módulos e provas 
  3. Audiovisual: gravação e edição 
  4. Design gráfico e interatividade: adaptação do conteúdo textual para formato gráfico e interativo para programação
  5. Resultados: análise matricial para identificação de gaps e posterior desenvolvimento de trilha de conhecimento

Next steps: 2 exemplos práticos do nosso EAD

Agora que você já conferiu os benefícios que o Ensino a Distância pode trazer para sua corporação e como essa pode ser a virada de chave para o ambiente 100% remoto e digital, deve estar se perguntando: qual o próximo passo?

Trouxemos 2 exemplos práticos de como fazemos nossos projetos de e-learning para você acompanhar todas as etapas e entender como funciona. 

É importante lembrar que as particularidades mudam de acordo com o cenário, os objetivos de negócio e a empresa, claro! Mas, de maneira geral, temos um panorama do nosso MJV way: um bom ponto de partida para você entender como funcionamos.

Case 1

Contexto

Um grupo educacional apostou no Design Thinking para criar um novo modelo de educação à distância, começando pelo ambiente virtual de aprendizagem de suas universidades.

Dor

Manter a liderança no mercado EAD em um ambiente que ainda está amadurecendo, mas se mostra cada vez mais competitivo. 

Desafios

Taxa de evasão superior ao do modelo presencial e a crise econômica, que limitou o acesso ao financiamento estudantil.

MJV way

  1. Estudo do contexto de e-learning + EaD

Benchmarking com empresas de educação a distância e cursos online, captando insights de interações e funcionalidades para encontrar tendências dentro do mercado nacional e internacional.

  1. Entrevistas com alunos e stakeholders

Entrevistas em profundidade e pela internet com alunos de todo o Brasil e stakeholders para entender a rotina, as funções, as necessidades e as expectativas.

  1. Busca por padrões

O contato com os alunos nas entrevistas permitiu encontrar alguns padrões demográficos e de comportamento.

Entregável: Ambiente Virtual de Aprendizagem

Ao todo, o processo gerou 117 ideias, que foram testadas com alunos de duas universidades. 

Baseado nos aspectos reconhecidos na etapa de imersão, o novo Ambiente Virtual de Aprendizagem possui enfoque em:

  • Organização dos estudos
  • Interação com a turma
  • Elementos de gamificação

Impacto: Design Thinking na cultura da empresa

Após este primeiro projeto, disseminar o Design Thinking na cultura da empresa

permitiu o surgimento de novos projetos a partir de sua abordagem. Por conta no foco que a metodologia tem no ser humano, isso facilita que os próprios colaboradores estejam em um mindset fértil para gerar soluções que alinham o desejo e as necessidades do usuário consumidor à geração de valor para o negócio.

Case 2

Contexto

O maior grupo de educação do mundo identificou a necessidade de uma nova plataforma unificada de aprendizado para ensino EAD. 

Dor

Integração de todos os ambientes atuais das diversas marcas que compõem esse grupo de educação. 

Desafios

Facilitar e acompanhar o planejamento do projeto do novo Ambiente Virtual de Aprendizagem, considerando a complexidade do contexto atual de construí-lo em um Learning Method System (LMS) único e trazendo a visão do aluno para dentro da organização por meio do Design Thinking.

MJV way

  1. Pesquisa exploratória e entrevistas

Identificação e contato com os principais stakeholders para o levantamento de informações necessárias para o mapa de funcionalidades.

  1. Tabuleiro Jornada do Aluno

Forma lúdica de envolver os participantes de um workshop na análise e priorização das funcionalidades selecionadas para serem discutidas.

  1. Síntese

O mapeamento claro dos processos possibilitou uma visão holística dos projetos que se relacionavam com Ambiente Virtual de Aprendizagem, identificando riscos e impactos.

Entregáveis

  1. Blueprint

Mapa de funcionalidades organizado de acordo com a Jornada do Aluno. Revelou-se importante não apenas para a equipe de TI, mas para todas as áreas envolvidas com o novo Ambiente Virtual de Aprendizagem.

  1. Heurística das funcionalidades

Documento explicando os porquês na seleção das funcionalidades, mapeamento das funcionalidades que se afetam e infográfico para auxílio na construção do MVP.

  1. Regras de gamificação

Fundamentos e sugestões para o desenvolvimento do processo de gamificação da plataforma.

O pós-normal será a era de ouro do ensino à distância?

Essa pergunta não tem uma resposta exata. Até porque seria muito simplório responder apenas com um “sim” ou “não”. O que temos, nesse momento, são apostas para o nosso pós-normal, para o tal futuro que está em construção no presente. 

Aqui na MJV, apostamos que sim. O EaD pode ser um grande divisor de águas. Acreditamos que a cultura remota passe a ser dominante, mesmo depois da crise. E nesse cenário, os formatos de ensino a distância ganharão ainda mais protagonismo como uma solução para a capacitação corporativa. 
Vamos conversar sobre as dores e desafios para capacitar sua equipe? Entre em contato conosco para um café remoto!

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter