Fique por dentro! Assine nossa newsletter

07/02/2014
Por
MJV Team

O que é Tecnologia Vestível?

A Tecnologia Vestível (do inglês Wearable Technology) nada mais é do que a incorporação de dispositivos eletrônicos avançados em roupas, calçados e acessórios.

 Muitas vezes associada a soluções de monitoramento de saúde ou performance de exercícios físicos, a Wearable Tech vem ganhando cada vez mais mercado. Somente em 2013, de acordo com a consultoria Visiongain, ela movimentou cerca de U$4,6 bilhões.

Apesar de parecer algo muito futurista, a tecnologia vestível não é propriamente uma novidade. Nos anos 1980 alguns relógios já vinham com calculadoras acopladas, mas foi a partir da década de 2000 que a indústria calçadista e de moda fitness começou a criar soluções em aplicativos que monitoram batimentos cardíacos e outros dados relacionados a exercícios físicos. De lá para cá, cresce a cada dia a quantidade de combinações tecnológicas em vestimentas.

A seguir, veja 3 exemplos de como a tecnologia vestível está cada vez mais presente:

1 – T-shirt com display interativo

Criadas pela empresa inglesa Cut Circuit, as T-shirt-OS combinam auto-expressão com tecnologia, permitindo interação de um display LED com uma infinidade de aplicativos e ferramentas. Contectadas com o iPhone, recebem posts de redes sociais, jogos, imagens, músicas etc.

Esta mesma empresa foi responsável pela criação das jaquetas com mais de 5 mil LEDs usadas pela banda U2 durante a U2 360°C Tour (2009-2011), que surpreenderam o público com um efeito incrível no palco.

Tecnologia_Vestível_tshirts_U2_jaqueta - MJV Tecnologia & Inovação Cut Circuit/Divulgação

2- Exoesqueletos

Exoesqueleto - MJV Tecnologia & Inovação
ReWalk Robotics/Divulgação

Algumas iniciativas científicas para a criação de estruturas vestíveis capazes de auxiliar pessoas com deficiências físicas parciais ou gerais já foram registradas e demonstradas. Uma das mais recentes e polêmicas, capitaneada pelo neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, foi apresentada durante a abertura da Copa do Mundo da Fifa. A primeira apresentação pública não obteve a atenção esperada, gerando desconforto na comunidade científica. Polêmicas à parte, o exoesqueleto de Nicolelis é uma estrutura metálica que sustenta o corpo e reage a comandos do cérebro do paciente, permitindo sua movimentação.

No início de julho, um exoesqueleto criado pela empresa israelense Argo Medical Technologies obteve da FDA, agência americana regulamentadora de alimentos e medicamentos, aprovação para comercialização nos Estados Unidos. A carta branca da FDA é um passo para a popularização do sistema.

Os exoesqueletos também se enquadram no conceito de robótica.

3 – Relógios inteligentes

Mais populares, os relógios inteligentes já são comercializados por várias empresas para fins diferentes. O iWatch da Apple, que ainda não foi lançado, deverá interagir com iPhone e outros aparelhos da marca, além de aplicativos iOS.

Já o Nismo Watch, lançado pela Nissan, se conecta via Bluetooth ao carro e a smartphones, concentrando informações de telemetria, controlando velocidade, eficiência do motor, consumo de combustível, batimentos cardíacos do condutor e alertando em tempo real sobre condições de pista, além de permitir interação com redes sociais. Veja este vídeo:

Você conhece algum exemplo de Tecnologia Vestível feito no Brasil? Compartilhe com a gente, deixando um comentário.

transformação_digital_ebook
Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter