Fique por dentro! Assine nossa newsletter

04/06/2021
Por
MJV Team

Edge AI: conheça os novos limites da Inteligência Artificial

Se você acompanha o nosso blog, provavelmente já ouviu falar do termo Edge Computing. Agora, vamos apresentar um conceito parecido, mas relacionado ao uso da Inteligência Artificial: Edge AI. Acompanhe com a gente.

Há 10 anos atrás, não imaginaríamos que a Inteligência Artificial estaria nos patamares de hoje. Agora, ela já faz parte de indústrias e até mesmo de dispositivos para o atendimento ao consumidor. Chegou o momento de dar um passo adiante. A nova fronteira é a Edge AI.

No post de hoje, você vai entender o que é esse conceito e porque vai ouvi-lo bastante nos próximos anos. Acompanhe com a gente!

O que é Edge AI?

Edge AI é o processamento de algoritmos de Inteligência Artificial na borda, isto é, nos próprios dispositivos utilizados pelos usuários. O conceito deriva de Edge Computing, que parte da mesma premissa: dados são armazenados, processados e gerenciados diretamente nos endpoints da Internet das Coisas (IoT).

Com isso, o dispositivo não precisa necessariamente estar conectado para usar a Edge AI, já que os dados são processados ali mesmo para fins de Machine Learning. Além disso, podem aplicar modelos de Deep Learning e algoritmos avançados de maneira autônoma.

Como a Edge AI funciona na prática?

Como vimos, o Edge AI conta com o próprio hardware dos dispositivos para o processamento de dados e processos relacionados ao Machine Learning e Deep Learning. Mas como isso funciona na prática?

Um bom exemplo podem ser os assistentes virtuais, como Alexa, por exemplo. Eles aprendem com as palavras e frases do usuário e são capazes de armazená-las diretamente no dispositivo.

Assim, além de não dependerem necessariamente da conexão com a internet para realizar todas as suas funções, o dispositivo IoT consegue um tempo de resposta muito maior para o usuário.

Claro que esse é apenas um exemplo. Mais à frente, veremos mais aplicações possíveis no futuro. O fato é que ainda estamos testemunhando os avanços que esse tipo de aplicação pode trazer para o dia a dia das pessoas e para as indústrias de uma forma geral.

Quais são os 4 benefícios da Edge AI?

Sim, uma tecnologia como a Edge AI pode trazer uma série de benefícios, principalmente para a indústria, que conta cada dia mais com dispositivos de IoT. A seguir, vamos listar alguns deles:

  1. Redução da latência para melhorar a experiência do usuário;
  2. Integração entre tecnologias vestíveis, como pulseiras, por exemplo;
  3. Redução da banda necessária e, consequentemente, dos custos de serviços de internet;
  4. Maior segurança e privacidade dos dados, já que o processamento é feito de maneira local e não na nuvem.

Por que a Edge AI será importante?

Reconhecimento facial, atualizações de tráfego em smartphones, veículos autônomos e dispositivos inteligentes. A lista de dispositivos que hoje contam com soluções de computação na borda, isto é, Edge Computing, apenas cresce. Em breve, eles deixarão de ser novidade e estarão nas casas de todo mundo.

A Edge AI surfa nesse movimento, já que a necessidade de processamento de dados nos próprios dispositivos também representa o uso cada vez maior da Inteligência Artificial. Em um futuro próximo, veremos mais a Edge AI atendendo as seguintes necessidades:

  • Melhoria nos veículos autônomos, que passarão a identificar imagens muito mais rapidamente para a tomada de decisão;
  • Inteligência para câmeras de segurança, detectando atividades suspeitas em tempo real;
  • Reduzir custos e melhorar a segurança de IoT nas indústrias;
  • Utilização na área médica para atendimento de emergência e cirurgias.

O futuro para as empresas

Agora, você já parou para pensar quais benefícios esse tipo de solução pode trazer para o seu negócio? Apenas levando em consideração o que explicamos até aqui, já é possível perceber que a Edge AI traz benefícios para uma série de setores da indústria.

O mercado financeiro, por exemplo, pode contar com maior segurança em transações e na detecção de fraudes. Por outro lado, o mercado segurador também percebe benefícios, principalmente quando consideramos dispositivos de telemetria.

O futuro da computação está na Edge e o seu negócio precisa encarar essa realidade agora para apresentar soluções disruptivas no futuro. O uso da Edge AI é apenas um exemplo de como podemos apresentar produtos e serviços conectados com a realidade do consumidor. 

O que achou do nosso material de hoje? Acesse a nossa biblioteca e fique por dentro de outras tendências como essas!

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter