09/23/2019
By
MJV Team

Marketing MJV: Como as Práticas Ágeis transformaram os resultados da área

Chamamos de Práticas Ágeis, o modelo de gerenciamento de projetos com raiz na área de TI, criado com base na insatisfação de uma série de desenvolvedores com a falta de fluidez dos modelos tradicionais de gestão.

Nesse artigo, revelamos como foi incorporar essas práticas ágeis no marketing da MJV Tecnologia e Inovação. Continue lendo para entender como o Ágil é capaz de alavancar os resultados dos projetos internos e externos da área de marketing!

O que é Marketing Ágil

Antes de tudo, uma contextualização: o conceito de Marketing Ágil. 

O termo Agile Marketing é justamente a aplicação das Práticas Ágeis às dores das áreas de marketing.

É uma abordagem tática na qual as equipes identificam e concentram seus esforços coletivos em projetos de alto valor, concluem a demanda de maneira cooperativa, medem seu impacto e aprimoram continuamente e incrementalmente os resultados ao longo do tempo, potencializando a aprendizagem. 

De acordo com as necessidades do seu time, você poderá escolher o framework Ágil mais alinhado. Entre os principais, destacam-se: Scrum, Kanban e Lean.

Entre as vantagens do Marketing Ágil, destacamos:

  • a definição de um time to market mais eficiente
  • a mitigação de erros
  • a redução de custos 

Na prática, um dos pontos cruciais para a adoção de um marketing mais ágil é a resposta aos enormes impactos gerados pela evolução exponencial da tecnologia.

Empresas que já assumiram sua transformação digital e que já atuam ativamente dentro da chamada Quarta Revolução Industrial fazem uso dessa estratégia. Isso porque ela possibilita estabilidade entre o planejamento e os ajustes necessários em uma era de mudanças constantes

No Marketing Ágil, a adaptação é um dos pilares mais importantes. Como as ações são realizadas em etapas, fica mais fácil e menos custoso fazer ajustes ao longo do processo, já que não será necessário finalizar todo o projeto para iniciar a fase de alterações. 

O Marketing Ágil da MJV

Vamos agora ver como a MJV Tecnologia e Inovação emprega as práticas ágeis em suas ações de marketing.

O desafio

Como todo departamento de marketing tradicional de grandes empresas,  na MJV, antes do Ágil, enfrentávamos diversos desafios simultaneamente.

Por atender solicitações de vários setores, a organizar e priorizar essas demandas sempre foi difícil, já que muitas vezes os pedidos de outros departamento acabavam furando a fila das tarefas do marketing. 

A insegurança é natural, e por aqui não foi diferente. Mas tínhamos certeza de que precisávamos mudar para acelerar nossos resultados.

Era comum a sensação de que o time trabalhava demais, mas entregava pouco. Muito esforço era direcionado em tarefas que não traziam retorno imediato, o que gerava frustração na equipe e nos stakeholders. 

Os primeiros passos

Então, começamos o processo de adoção do Mindset Ágil. 

Com o apoio de um Agile Coach, fizemos uma semana de imersão para mapear quais eram os desafios macro, micro e as rotinas do setor.

Definimos o valor de negócio e o impacto positivo e negativo de cada uma das histórias de marketing para posteriormente priorizá-las. 

Como os stakeholders não tinham muita visibilidade dos processos de marketing, resolvemos adotar o framework Kanban para listar as tarefas, definir o fluxo e acompanhar o progresso. 

O método escolhido

O Scrum foi o framework Ágil escolhido e aos poucos fomos inserindo algumas cerimônias como: a Daily, Planning e Retrospectiva. 

No início do processo é muito importante a utilização da retrospectiva, ela permite que a área faça ajustes no processo para o próximo ciclo. Com o passar do tempo, percebemos que não fazia mais sentido termos uma retrospectiva semanal (aqui, nossas sprints duram uma semana) e passamos a fazê-la a cada duas semanas, descobrimos que o mais produtivo para a gente era uma retrospectiva a cada 30 dias. 

A medida que as sprints aconteciam, aprendíamos mais sobre como melhorar os processos, priorizar demandas e entregar o que realmente agrega valor ao negócio.

A estrutura Ágil

Em nossa estrutura de Marketing, temos um marketing composto por Scrum Master, Product Owner e um Time de Desenvolvimento com mais de 15 pessoas. 

Os resultados e a lição aprendida

A equipe tornou-se extremamente ágil, capaz de responder às mudanças e se adaptar rapidamente. Acabamos com o retrabalho! 

Agora as demandas são priorizadas pelo P.O (product owner) para atender as necessidades dos stakeholders, otimizando o máximo de valor possível.

Hoje, essa organização possibilitou que o Marketing se tornasse um setor capaz de gerar renda própria com projetos de clientes externos, criando uma nova divisão de negócios dentro da empresa. 

O que fica de lição:

a adoção desse novo mindset transformou o setor e a empresa como um todo, criando mais uma fonte de receita. O Ágil, além de pessoas, transforma negócios.

4 passos para um Marketing Ágil

Para finalizar, confira, a seguir, os quatro passos básicos que devem ser dados para você transformar sua estrutura de marketing tradicional em um Marketing Ágil!

1. Desenvolva o Mindset Ágil 

A primeira dica é: para garantir uma equipe ágil de marketing você não precisará apenas de pessoas tecnicamente capazes. 

A verdade é que só haverá mudança, se houver primeiro uma transformação no mindset. Você e sua equipe terão que contar com um pensamento ágil: pensar como os clientes e com bastante proatividade. 

Vale um mergulho nas práticas ágeis, entender seus frameworks, cerimônias, modus operandi e benefícios. Treinamentos, workshops e implementação de células ágeis são bem vindos nesse trabalho.

2. Faça um Planejamento Ágil 

Entender o posicionamento e o potencial estratégico do marketing dentro da estrutura organizacional da empresa é o caminho para trazer resultados cada vez melhores. Faça uma imersão! 

Mapeie quais são os desafios macro, micro e as rotinas do setor para tirar o maior proveitos das Práticas Ágeis. 

3. Escolha um scrum master 

Muita atenção ao scrum master, ele é a peça-chave para uma estratégia de Agile Marketing de sucesso. 

O SM age como um coach (tanto para o product owner quanto para o time de desenvolvimento). É ele que vai ajudar todos os colaboradores da área a compreender os valores, princípios e práticas do Scrum. 

Para fazer da sua equipe de marketing um time ágil, você pode desenvolver alguém da área – o outsourcing também é uma ótima solução. 

4. Estreite o relacionamento com os números 

Os impactos causados pelas práticas ágeis são bem visíveis. A produtividade da equipe dá um salto enorme e a eficiência também.

Erros são facilmente identificados e ajustados, o que reduz bastante custos

A nova Era é de dados, investir em soluções para integrar e visualizar seus dados é de extrema importância para a saúde do seu negócio. 

Para avaliar e validar constantemente seu Marketing Ágil, nada melhor do que contar com um dashboard para análise de resultados.

Rotinas de acompanhamento de métricas da área geram insights valiosos para a estratégia do seu negócio e ajustes no planejamento do marketing. 

Que tal, gostou do nosso case? Converse com um especialista do marketing.

Você também pode aprofundar-se ainda mais neste assunto: baixe agora o e-book Agile Marketing —Descubra como aumentar os resultados do seu time de Marketing!

 

 

Voltar