Fique por dentro! Assine nossa newsletter

09/16/2013
Por
MJV Team

Afinal, o que é Hackathon?

A maratona Hackathon tem sido usada tanto por gigantes da tecnologia, como o Facebook, quanto pelo poder público, como fez recentemente o governo do Rio de Janeiro. Em agosto, a Central de Atendimento ao Cidadão do Rio divulgou a criação do Hackathon 1746, visando à resolução de diversos problemas da cidade.

Afinal, o que é o Hackathon? E para que serve?

Criado no fim dos anos 90 com o objetivo principal de testar ideias, o Hackathon é um evento em que programadores de computador e outros profissionais como gerente de projetos, designers gráficos e de interface colaboram intensamente em projetos de software.

As maratonas duram entre um dia e uma semana, e funcionam como forma de desenvolver rapidamente novas tecnologias de software e identificar novas oportunidades de inovação.

Algumas das principais empresas nasceram a partir desses hackathons, como a GroupMe, que começou como um projeto em uma maratona na conferência do TechCrunch Disrupt de 2010. Em 2011, a companhia foi adquirida pela Skype por 85 milhões de euros.

Essas maratonas criativas têm sido realizadas pela MJV há bastante tempo, e incluem colaboradores não somente das áreas de TI e design, como também de RH, Marketing, entre outras. Dentro do Movimento Garagem MJV, somente neste ano a previsão é a de que sejam realizados cerca de 15 hackathons.

Nos últimos dias, os colaboradores da MJV do Rio e de São Paulo viveram uma experiência única: imergiram no delicioso universo da culinária. No Hackafood MJV, foram realizadas duas criativas dinâmicas:

– Experimentação às cegas: de olhos vendados, nossos colaboradores tinham de adivinhar quais alimentos estavam sendo degustados. E mais: era preciso descrever as memórias relacionadas ao cheiro, sabor e textura que cada comida trazia;

– Cozinhando com a MJV Garagem: criação de 3 pratos rápidos (15 minutos) para um restaurante de comida inovadora/express, administrado pela empresa. Estes pratos só poderiam levar 3 ingredientes cada e deveriam atender à ordem de pedido e a 4 requisitos (1. Inovação; 2. Apresentação do prato; 3. Número de ingredientes; 4. Tempo).

O requisito principal, que era o que estava descrito na ordem de pedido, era subjetivo. Exemplos de pedidos: “lembrança da vovó”, “memória da infância”, “quero emagrecer”, “sou indeciso”, entre outros.

Movimento Garagem MJV

Inovação. Substantivo feminino. Múltiplos significados. Entre eles, ineditismo. A MJV busca diariamente o novo em seus processos e produtos. Essa é a nossa marca. E para torná-la ainda mais consistente, iniciativas têm sido criadas dentro do espaço interno da empresa como, por exemplo, o Movimento Garagem MJV.

Mas o que isso seria? Uma forma especial de cada funcionário pensar os desafios de sua área e sua rotina de trabalho sob uma ótica diferente, propondo ideias alternativas, que podem revolucionar os processos internos e virar cases de sucesso na empresa. O Garagem é um movimento que torna o empreendedorismo uma cultura na MJV, e o Hackathon é uma das várias atividades que o integram.

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter