Fique por dentro! Assine nossa newsletter

11/23/2014
Por
MJV Team

Driver de inovação: o novo papel do CIO

Tradicionalmente, a função de promotor da inovação nas organizações era atribuída ao CEO, mas com o advento das novas tecnologias (Cloud, Mobile, Analytics, Big Data, Social Business etc), aqueles que conhecem as possibilidades tecnológicas para potencializar resultados de negócios conseguem olhar mais para o futuro.

Assim, o papel tradicional do CIO, como gerente de informações, sistemas de TI e custos está dando lugar à criação de novas vantagens competitivas, novos produtos e novos serviços. Nasce o novo CIO, o “driver de inovação”.

“É claro que nem todos os CIOs vão abraçar o seu novo papel. Como o nosso ambiente se transforma, a natureza humana é ficar na retaguarda, pois queremos encontrar conforto. Alguns estarão muito ocupados fazendo o que sempre fizeram. Muitos vão gastar um monte de tempo protegendo e defendendo seus status quo.”, afirma o escritor Daniel Burrus, autor do bestseller Flash Foresight.

Barrus acredita que os CIOs que conseguem visualizar a importância de sua função, a partir de agora começam a assumir um novo papel, o de condutores da inovação. “O mais importante agora para o gestor de TI é impulsionar a inovação interna e externa. Isso porque a inovação é cada vez mais impulsionada pela tecnologia, o que o coloca numa posição perfeita para liderar esta revolução evolutiva”.

O papel do CIO está mudando porque os negócios estão mudando

Para o diretor de TI da MJV, Paulo Cesar Alves, as novas estratégias de negócios têm a tecnologia como uma de suas bases. “Antigamente falávamos de gestão da informação, agora buscamos a inteligência da informação. Hoje o departamento de TI é visto como um provedor de plataformas que permitem novas cadeias de valor e ecossistemas integrados. As ferramentas devem fazer mais do que ajudar a gerir o negócio, precisam ajudar na transformação e acelerar o crescimento”.

O “novo CIO”, acredita Alves, deve estar habilitado para mediar e analisar os resultados, identificar ameaças e oportunidades, definir e monitorar indicadores e, sobretudo, ajudar a formular e gerenciar o portfólio de inovação corporativa baseada na tecnologia. “Ele deve formular a estratégia e estabelecer uma coalizão de indivíduos nas unidades de negócios, funções e geografias para melhorar a execução de todos os tipos de inovação. Isso inclui inovação além de produtos para contemplar serviços, modelos de negócios, canais e inovação comercial”, diz.

 

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter