Fique por dentro! Assine nossa newsletter

11/27/2020
Por
MJV Team

Desvendando o Marketplace: vantagens do ecosystem mais querido do momento

Fato 1: O novo varejo é cíclico, omnichannel e ávido por inovação. 
Fato 2: Marketplace é a rota de liderança que está alavancando receita, otimizando produtividade e gerando oportunidades inexploradas para negócios.

As peças do tabuleiro foram embaralhadas quando se trata da relação de consumo, comportamento do usuário e planejamentos estratégicos. Cada um desses aspectos foram impactados por uma transformação digital acelerada, inevitável e irrestrita.

Devido a isso, as empresas estão em busca da tão falada ambidestria organizacional para responder às incertezas e se afirmar em um mercado onde quase 8 bilhões de pessoas aguardam pelo surgimento do “novo normal”.

Nesse sentido, o distanciamento social evidenciou uma evolução importante: a conexão entre ofertas e demandas digitais é uma direção para empresas prosperarem no oceano vermelho e garantir diferenciação competitiva.

O que grandes players como Uber, Apple, Amazon, iFood e Airbnb têm em comum? 

Todos eles investiram em plataformas que conectam pessoas à soluções colaborativas, unindo partes que geram custo reduzido e mais valor aos usuários.

Por isso, é seguro afirmar que o Marketplace, amplamente aquecido no Brasil e no mundo, é o oceano azul do momento! Os shoppings digitais oportunizam produtos e serviços no ambiente online e potencializam lucros de negócios em escala global.

Nesse artigo, vamos explicar o conceito de marketplace, qual é a relevância deste modelo em 2020 e quais são as principais vantagens ao implementá-lo na sua organização. 

Vamos em frente?

Antes de tudo, o que é Marketplace?

Esse modelo de negócio revolucionou a forma como consumimos online, expandindo o segmento de produtos e serviços a categorias como B2B, C2C, B2B2C, B2G e mais.

Você já deve ter notado que os marketplaces, presentes até mesmo nas redes sociais, ganham cada vez mais espaço! 

Vamos aos fatos que comprovam isso:

  • Na atualização mais recente do Facebook, a seção de compras recebeu destaque privilegiado no menu principal do Instagram, impulsionando as vendas online da rede.
  • A plataforma Channel Advisor compartilhou uma pesquisa que revela que o marketplace é o canal utilizado para a maioria das vendas e serviços online em países como a China e os Estados Unidos.
  • No Brasil, esse cenário não é tão diferente. Começou a ganhar espaço em 2012 com as primeiras lojas virtuais. A proposta de maximizar o potencial de receita de negócios tem sido realizada com sucesso.
  • Segundo dados da Ebit/Nielson, em 2018, o boom do marketplace foi oficialmente marcado, pois as plataformas registraram um crescimento de quase 91% comparado a 2017.

E há quem diga o contrário? 

O grupo B2W Digital (conglomerado das empresas Americanas, Submarino e Shoptime) é a fusão mais bem-sucedida entre marcas de marketplace da América Latina!

O que fica é a certeza de que o conceito coletivo é a solução para reduzir custos, escalar visibilidade e protagonizar cases de sucesso das empresas na vanguarda da inovação!

Marketplace x E-commerce: qual é a melhor opção?

Escolher entre um dos dois modelos não é uma decisão simples. É necessário: 

  • Analisar as particularidades de cada funcionamento
  • Avaliar qual é o seu grau de investimento
  • Entender verdadeiramente como funciona sua operação logística
  • Alinhar a decisão de acordo com o objetivo da sua empresa

No universo do comércio eletrônico, o e-commerce funciona como uma loja virtual própria, em que a empresa realiza a venda dos produtos, sendo responsável por gerenciar os processos de ponta a ponta.

No mundo físico, as lojas dos centros urbanos podem ser representadas como os e-commerces. Este modelo de negócio é criado a partir da identidade, temas e o estoque de produtos originais da marca.

Por outro lado, o marketplace opera como uma vitrine digital, integrando diversas lojas para promover ao usuário uma vasta gama de ofertas e uma experiência encantadora.

No mundo físico, os shoppings podem ser representados como os marketplaces. Esse modelo de negócio é baseado em grupos de anunciantes em uma mesma plataforma.

Quais são as vantagens do ecossistema do momento?

Não há dúvidas que o marketplace é uma operação generosamente rica em vantagens para todos os participantes!

Não à toa, diversas varejistas brasileiras apostaram na implementação do modelo. A Amazon, por exemplo, programa o terceiro centro de distribuição no Brasil, investindo na estratégia de consolidação da operação no país.

A Americanas, pertencente ao grupo B2W, registrou 183 milhões de visitantes únicos (usuários diferentes) durante o período de Janeiro a Abril de 2020. O que isso significa? Um nível de tráfego orgânico diário altíssimo e ampla exposição de todas as lojas anunciantes na plataforma.

Pensando nisso, listamos alguns principais benefícios para você ficar de olho. Confira a seguir!

1. Mais Visibilidade para os usuários

Neste novo processo de compra, a praticidade e facilidade no checkout são ganhos ímpares!

O usuário navega por um fluxo único de busca e pagamento de forma produtiva. Além de comparar preços entre as lojas, consegue conferir o melhor custo benefício para determinada ocasião.

2. Custo reduzido para as lojas

O marketplace é responsável por construir uma audiência proprietária e abrangente. Isso porque oferece:

  • Um portfólio vasto
  • Boas práticas de SEO
  • Divulgação em marketing
  • Investimento em segurança (certificados, sistemas antifraude)
  • Meios de pagamento integrados

Dessa forma, é extremamente vantajoso para as lojas que reduzem custo em marketing e tecnologia, precisando, basicamente, realizar o cadastro do catálogo de ofertas para fazer parte do grupo de anunciantes.

3. Melhoria de reputação

Imagine o seguinte cenário: você é um consumidor em busca de um produto e, ao conferir ofertas de lojas menores, percebe que a empresa está vinculada à autoridade do marketplace. Isso torna bem possível quebrar a objeção ligada à falta de confiança e permitir que você siga para a realização da compra com tranquilidade.

4. Lucro e aumento de vendas

O Marketplace permite que o usuário navegue pela plataforma e confira promoções direcionadas de todos os anunciantes, sejam eles grandes ou pequenos, dividindo lugar de destaque de forma colaborativa para alavancar as vendas.

Novos mercados demandam novas abrangências

Embora o marketplace não seja um conceito novo, é uma tendência em ascensão que segue transformando o mundo. Principalmente quando analisamos o cenário atual.

Estudos comprovam que as compras online serão impulsionadas em 2021, valorando os shoppings digitais que se expandem de maneira instantânea devido à variedade de produtos e as vantagens da economia escalável. 

Por isso, investir em um projeto de marketplace pode ser uma decisão inteligente para potencializar receita de negócios e gerar resultados exponenciais.

Quer saber mais sobre as soluções do modelo de negócio do momento? Agende um papo com os nossos especialistas, será um prazer te ajudar nessa etapa!

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter