Fique por dentro! Assine nossa newsletter

01/10/2020
Por
MJV Team

Design Sprint: o que ele pode resolver?

Um Design Sprint é um processo exclusivo de cinco dias para validar ideias e solucionar grandes desafios através da criação de protótipos e testes com os clientes. Hoje, resolvemos trazer uma reflexão, do que ele pode resolver. Continue lendo para entender!

O que é Design Sprint?

Dito de outro modo: é um método de Design Thinking usado para resolver problemas complexos durante a co-criação, prototipagem rápida e testes qualitativos com usuários-alvo. 

A estrutura original do Design Sprint (conhecida como Design Sprint 1.0) é um processo de cinco estágios que é executado ao longo de cinco dias para resolver grandes problemas e responder a perguntas críticas de negócios. 

Em cinco dias, o método do Design Sprint ajudará você a:

  1. Compreender: mapear o problema e escolher uma área importante para focar;
  2. Idealizar: esboce soluções concorrentes no papel;
  3. Decidir: tomar decisões e transformar suas ideias em uma hipótese testável;
  4. Prototipar: arquitetar um protótipo realista;
  5. Testar: obter feedback de usuários reais, e em tempo real.

Como você viu, trata-se de uma forma de fazer (muito!) mais coisas em menos tempo – e com mais qualidade e alegria pelo caminho!

O que pode ser desenvolvido com Design Sprint?

A ideia é trazer cada vez mais agilidade para o ambiente corporativo. E quando falamos

em agilidade, é bom lembrar da máxima “tempo é dinheiro”. Quanto mais rápido você consegue definir se um insight é bom, ruim e/ou precisa de ajustes para virar um

projeto, menos tempo e dinheiro foi gasto.

Meses e meses para implantar um projeto, reuniões intermináveis para discutir questões que não saem do papel, trocas de emails imensas, muitas expectativas e projeções e poucos resultados práticos… Esse cenário é comum em grandes projetos. E isso pode ser muito prejudicial. 

Em um projeto de longo prazo, mesmo que você e seu time percebam, no meio do processo, que a ideia é ruim ou precisa de muitos ajustes para ser viável, o tempo e o dinheiro investidos faz com que ambos queiram levar o projeto até o final para tentar fazer com que dê certo. 

Porém, muitas vezes não é isso que acontece. O projeto pode frustrar as expectativas e não dar o retorno esperado – ou até mesmo retorno nenhum. 

O Design Sprint quer resolver isso. Melhor dizendo: quer acabar com isso. Ele representa o máximo da produtividade, um atalho vantajoso em prol da eficiência. 

Nas outras metodologias, é necessário esperar pelo lançamento do MVP (Minimum Viable Product) para descobrir se a ideia é viável ou não – o que pode levar meses. No Design Sprint essa dúvida é sanada em aproximadamente 40 horas de trabalho. 

Um outro ponto importante: não adianta juntar um time qualquer (que não seja multidisciplinar) e sair fazendo testes. A preparação vai muito além disso. Feeling é bom,

mas nem sempre funciona. E é isso que o Design Sprint quer retirar do nosso mindset. Nele, não há espaço para “achar”; há espaço para tirar a prova.

O que é preciso para executar um Design Sprint?

  • Um decisor. Seja o CEO ou o executivo sênior, ele deve se envolver nas discussões desde o início, pois sua decisão influenciará a meta do sprint e o produto final.
  • Facilitador. Também pode ser chamado de cronometrista. Ele acompanha o progresso da equipe durante o Design Sprint e garante que todos estejam cumprindo sua parte. Ele precisa permanecer imparcial em sua opinião quando se trata de tempo de decisão.
  • Especialista em marketing. A pessoa que é hábil em criar as mensagens da sua empresa para seus clientes.
  • Serviço ao cliente. Profissionais que interagem com seus clientes regularmente e realmente entendem quem são seus usuários.
  • Especialista em design. Ele projeta o produto e ajuda a realizar a visão da meta.
  • Especialista em tecnologia. Ele está na melhor posição para entender o que sua empresa pode construir e entregar.
  • Especialista financeiro. Ele pode explicar quanto custará o projeto e quanto a empresa pode esperar obter de retorno.

Dicas de preparação para um Design Sprint:

  • Bloqueie a semana inteira no seu calendário e de sua equipe.
  • Nenhum dispositivo é permitido na sala. Isso é para que toda a equipe se concentre 100% do tempo.
  • Estoque de post-its. Você precisará deles para anotar idéias e mapeá-las na parede.
  • Quadros brancos e muitos marcadores.

Que tal, você conseguiu visualizar o que pode ser resolvido no seu negócio com Design Sprint? Aprofunde-se ainda mais neste tema; baixe agora mesmo nosso e-book Design Sprint — Testando ideias em apenas cinco dias!

Design sprint-testando ideias em apenas cinco dias - MJV Technology & Innovation

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter