Fique por dentro! Assine nossa newsletter

05/24/2021
Por
MJV Team

ODS: conheça os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Cada vez mais governos e empresas de todo o mundo vêm caminhando em uma direção comum.

Três letras e o objetivo de impactar todo o globo. Você sabe o que são os ODS e como sua empresa pode contribuir para alcançá-los?

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, também chamado de ODS, são uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU).

Os 193 Estados membros da ONU, incluindo o Brasil, comprometeram-se a adotar a chamada Agenda Pós-2015, considerada uma das mais ambiciosas da história da diplomacia internacional.

Firmado em setembro de 2015, durante a Cúpula das Nações Unidas, foram definidos os 17 temas humanitários que compõem os ODS e servem como prioridade nas políticas públicas internacionais até 2030 para a agenda socioambiental.

Neste artigo, vamos conhecer cada objetivo de desenvolvimento sustentável, o que representam e qual a contribuição das empresas!

O que é ODS?

ODS é a abreviação de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Essas três letras reúnem um plano de ação global para eliminar a pobreza extrema e a fome, oferecer educação de qualidade para todos, proteger o planeta e promover sociedades pacíficas e inclusivas até 2030.

A iniciativa busca a colaboração de todos os países para possibilitar soluções para problemas complexos de desenvolvimento e aponta caminhos viáveis para a sustentabilidade, tanto no meio ambiente como na própria sociedade civil.

Os ODS compreendem 17 objetivos e 169 metas e podem ser divididos em quatro grande áreas:

  1. Social: relacionada às necessidades humanas, de saúde, educação, melhoria da qualidade de vida e justiça.
  2. Ambiental: busca a preservação e conservação do meio ambiente, com ações que vão da reversão do desmatamento, proteção das florestas e da biodiversidade e outras.
  3. Econômica: aborda o uso e o esgotamento dos recursos naturais, a produção de resíduos, o consumo de energia, entre outros.
  4. Institucional: diz respeito às capacidades de colocar em prática os objetivos do desenvolvimento sustentável em ação.

Conheça um pouco mais sobre cada um deles a seguir.

Quais são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares 

O primeiro objetivo tem como meta reduzir pelo menos à metade a proporção de pessoas que vivem na pobreza, de acordo com as definições nacionais. Para isso, busca implementar medidas e sistemas de proteção social adequados para todos. 

O 1º ODS enfatiza que deverão ser criados marcos políticos sólidos em níveis nacional, regional e internacional, com base em estratégias de desenvolvimento a favor dos pobres para apoiar investimentos acelerados nas ações de erradicação da pobreza.

2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

Erradicar a fome, a desnutrição e garantir o acesso a todos a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano é o 2º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Até 2030, busca-se dobrar a produtividade agrícola e a renda dos pequenos produtores de alimentos, particularmente das mulheres, povos indígenas, agricultores familiares, pastores e pescado.

Além disso, a recomendação é adotar medidas para garantir o funcionamento adequado dos mercados de commodities de alimentos e seus derivados, e facilitar o acesso oportuno à informação de mercado.

3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos

Reduzir a taxa de mortalidade materna, a mortalidade neonatal, assim como acabar com as epidemias de AIDS, tuberculose, malária, entre outras, são alguns dos 3º Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Outro objetivo de destaque é atingir a cobertura universal de saúde, incluindo a proteção do risco financeiro, o acesso a serviços de saúde essenciais de qualidade e o acesso a medicamentos e vacinas essenciais seguros, eficazes, de qualidade e a preços acessíveis para todos.

4. Assegurar a educação inclusiva e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

O 4º ODS pleiteia que todos completem o ensino primário e secundário livre, equitativo e de qualidade, com resultados de aprendizagem relevantes e eficazes. Assim como propõe acesso ao desenvolvimento de qualidade na primeira infância e educação pré-escolar, de modo que eles estejam prontos para o ensino primário.

Busca também assegurar a igualdade de acesso para todos à educação técnica, profissional e superior de qualidade, a preços acessíveis, incluindo universidade, entre outros objetivos.

5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres

Acabar com todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em toda parte é faz parte do 5º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável. Está incluído também eliminar todas as formas de violência contra todas as mulheres  nas esferas públicas e privadas, incluindo o tráfico e exploração sexual e de outros tipos. 

Outro objetivo importante reafirmado, entre outros, é a eliminação de todas as práticas nocivas, como os casamentos prematuros, forçados e de crianças e mutilações genitais femininas.

Vale lembrar também a busca para realizar reformas e garantir às mulheres direitos iguais aos recursos econômicos.

6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento 

 O 6° ODS é alcançar o acesso universal à água potável, saneamento básico e higiene. Faz parte também aumentar a eficiência do uso da água em todos os setores e assegurar o abastecimento de água doce para enfrentar a escassez de água.

Assim como proteger e restaurar ecossistemas relacionados com a água e proteger e restaurar ecossistemas relacionados com a água.

7. Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia

Assegurar o acesso universal, confiável, moderno e a preços acessíveis a serviços de energia 7 é o 7° ODS. Aumentar a participação de energias renováveis na matriz energética global e dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética são outras metas.

8. Promover o crescimento econômico, emprego pleno e produtivo e trabalho decente 

Integra o 8° ODS promover o crescimento econômico per capita de acordo com as circunstâncias nacionais e, em particular, um crescimento anual de pelo menos 7% do produto interno bruto [PIB] nos países menos desenvolvidos.

Reduzir a proporção de jovens sem emprego ou formação, eliminar o trabalho infantil, proteger os direitos trabalhistas, acabar com a escravidão moderna e o tráfico de pessoas também compõe os objetivos desse item.

9. Construir infraestruturas, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação

Desenvolver infraestrutura de qualidade para apoiar o desenvolvimento econômico e o bem-estar, com foco no acesso equitativo e a preços acessíveis para todos é o 9º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Outros planos são promover a industrialização inclusiva e sustentável, aumentar a participação da indústria no setor de emprego e no PIB e dobrar sua participação nos países menos desenvolvidos

10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

Alcançar e sustentar o crescimento da renda dos 40% da população mais pobre a uma taxa maior que a média nacional integra o 10º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Promover a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica é um dos fatos que se busca nesse objetivo.

11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

Alcançar e sustentar o crescimento da renda dos 40% da população mais pobre a uma taxa maior que a média nacional integra o 10º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Promover a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica é um dos fatos que se busca nesse objetivo.

12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis

Implementar o Plano Decenal de Programas sobre Produção e Consumo Sustentáveis é o que propõe o 12º ODS. Busca-se que todos os países tomem medidas, com os países desenvolvidos assumindo a liderança, tendo em vista o desenvolvimento dos países em desenvolvimento.

Fazem parte também alcançar a gestão sustentável, o uso eficiente dos recursos naturais e reduzir pela metade o desperdício de alimentos per capita mundial, entre outros.

13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos

O 13º ODS tem o intuito de reforçar a capacidade de adaptação a riscos relacionados ao clima e às catástrofes naturais em todos os países e busca a integração sustentável dos ecossistemas terrestres.

Não poderia deixar de fazer parte a solicitação de incorporação de medidas da mudança do clima nas políticas, estratégias e planejamentos nacionais. Além do aumento da conscientização para o planejamento relacionado à mudança do clima. 

14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável

Prevenir e reduzir a poluição marinha de todos os tipos faz parte do 14º objetivo de desenvolvimento sustentável. 

Outro debate que será promovido é como gerir de forma sustentável e proteger os ecossistemas marinhos e costeiros para evitar impactos adversos significativos. Entre outros tópicos, assegurar a conservação e o uso sustentável dos oceanos e seus recursos é um dos focos.

15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres

Entre outros desafios, o 16º ODS versa sobre a necessidade de assegurar a conservação, recuperação e uso sustentável de ecossistemas terrestres e de água doce.

Promover a implementação da gestão sustentável de todos os tipos de florestas, deter o desmatamento, restaurar florestas degradadas e aumentar o florestamento e o reflorestamento é outro tópico de destaque.

16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável

Reduzir significativamente todas as formas de violência e as taxas de mortalidade relacionada em todos os lugares é uma das metas do 16º ODS.

Aliado a ele, promover o Estado de Direito, em nível nacional e internacional, e garantir a igualdade de acesso à justiça para todos. Reduzir a corrupção e o suborno em todas as suas formas e desenvolver instituições eficazes, responsáveis e transparentes são outros compromissos.

17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

O último ODS reforça a importância da mobilização de recursos internos, com apoio internacional aos países em desenvolvimento, para melhorar a capacidade nacional para arrecadação de impostos e outras receitas.

É necessário também melhorar a cooperação Norte-Sul, Sul-Sul e triangular regional e internacional e o acesso à ciência, tecnologia e inovação, além de aumentar o compartilhamento de conhecimentos em termos mutuamente acordados e outros.

ESG e ODS não são sinônimos

É muito comum a confusão entre os dois conceitos, mas ESG não é sinônimo de ODS.

ESG, em inglês environment, social and governance, ou ASG, em português ambiental, social e governança, refere-se às condutas ambientais, sociais e de governança de um fundo, ou de uma empresa. 

Como já explicamos, ODS significa Objetivos do Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU (Organização das Nações Unidas), que extrapolam as práticas internas de cada fundo ou empresa. São os compromissos mundiais em favor do desenvolvimento sustentável.

Há uma forte relação entre ESG e ODS. Ao adotar melhores práticas de ESG, uma empresa tem maior inclinação para também contribuir com os ODS. São caminhos conectados.

Embora, ter boas práticas de ESG não significa que automaticamente a empresa contribua para atingir os ODS. É importante a análise dessa diferença de perspectiva, ainda pouco clara para as corporações

Acesse grátis

Tudo sobre ESG: a sigla que vai mudar o mercado em 2021

Por que as empresas precisam ser ODS

O momento atual – de uma crise no mundo – aponta a necessidade da comunidade global caminhar na direção de cumprir os ODS. 

O compromisso é engajar cidadãos, governos e investidores na indução de empresas que assumam o papel de liderança na abordagem de desafios sociais críticos. 

Há evidências de que essa integração de práticas ambientais, sociais e de governança no investimento e na gestão da empresa ajuda a oferecer desempenho superior e retornos financeiros de longo prazo. Dessa maneira, a criação do “valor compartilhado” social e financeiro está interligada.

Ao firmarem o compromisso de incluir os ODS à sua estratégia, as empresas abrem caminho para a atuação em novos mercados. Com isso, as organizações também podem atender aos anseios de clientes por produtos e serviços alinhados aos princípios da sustentabilidade.

O bom e assertivo uso dos ODS também permite que uma empresa comunique suas ações e impactos positivos de maneira estruturada, alinhada com seus temas materiais e contextualizada com as demandas globais.

Hoje, a atuação das empresas na Agenda 2030 se dá na forma de metas e ações em consonância com os Objetivos da ONU, de forma a reduzir os impactos ambientais de seus produtos e promover a justiça social. 

Os princípios e as metas estabelecidas pelos ODS também já são incorporados à Política Ambiental de muitas empresas, constituindo um norteador de sua atuação na sociedade.

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter