01/15/2020
Por
MJV Team

Como ser o melhor gerente de projeto do mercado

Foi-se o tempo em que ser um gerente de projeto era um grande diferencial. Os conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas em torno dessa profissão se difundiram e inflaram o mercado.

Agora, é preciso ser excelente para se destacar. É sobre isso que queremos ajudá-lo a pensar com este artigo.

Continue lendo para entender o que você pode fazer para se tornar o melhor gerente de projeto do mercado!

O que faz um gerente de projeto

Vamos relembrar por que os gestores de projeto existem. 

Essencialmente, o GP é responsável pelo sucesso ou falha de um projeto. Suas responsabilidades típicas incluem:

  • Planejamento, execução e fechamento de projetos — definindo o projeto, construindo seu plano de trabalho abrangente e gerenciando o orçamento.
  • Gerenciamento de equipes — facilitando o comprometimento e a produtividade, removendo obstáculos e motivando os membros da equipe;
  • Gerenciamento de expectativas — alinhando projetos às metas de negócios, gerenciando as partes interessadas e comunicando o status do projeto, marcos e dificuldades inesperadas.

Além de tudo isso, dependendo de fatores como o tamanho e a complexidade de um projeto e as restrições de recursos, um GP pode precisar usar vários chapéus. Por exemplo, ajudar na coleta de requisitos de negócios, se dedicar integralmente a um projeto grande ou atender vários projetos menores ao mesmo tempo.

Que formação deve ter o profissional para ocupar esse cargo

Não é raro as pessoas “caírem” na função de gerente de projetos porque são membros motivados da equipe, bons comunicadores, não temem responsabilidade e têm habilidades superiores em gerenciamento de tempo e organização.

No entanto, é preciso se preparar para assumir essa função com maestria. Aqui estão algumas dicas de formação que vão ajudar bastante!

Obtenha  a certificação PMP 

A certificação PMP Project Management Professional é uma das credenciais mais conhecidas de gerenciamento de projetos. Além disso, é o padrão amplamente aceito para demonstrar um nível profissional de competência nessa área. 

Muitos empregadores procuram candidatos com certificação PMP, pois, dessa forma, têm a certeza que essa habilidade foi testada formalmente. 

Faça cursos de atualização

Depois de obter a certificação, você não pode ficar parado no tempo. Esteja sempre atento a cursos de extensão e até pós-graduação em gerenciamento de projetos. Foque naquelas que oferecem técnicas e ferramentas novas. 

Participe de grupos online

Os grupos online são uma maneira gratuita e eficaz de interagir com profissionais com ideias semelhantes e experiências variadas e enriquecedoras. 

E isso é fácil e rápido de fazer! Se você pesquisar “gerenciamento de projetos” no diretório de grupos do LinkedIn, obterá quase 3.000 resultados!

Para estar preparado para ser o melhor Gerente de Projetos do mercado, baixe agora nosso ebook para saber quais são os 7 erros que você não pode cometer na sua Gestão de Projetos! 

10 habilidades indispensáveis de um gerente de projeto

Acompanhe as habilidades que você precisa ter para se tornar um GP. Esse é um ótimo termômetro para você saber o quanto está preparado para um novo desafio e concentrar seus esforços no que ainda precisa desenvolver. 

1. Liderança

Ser capaz de liderar sua equipe é um ponto fundamental. É realmente importante ser capaz de inspirar outras pessoas, definir a visão e gerenciar de forma eficaz. Se esse não é o seu ponto forte, comece a trabalhá-lo agora.

2. Negociação

Seria ótimo se todos fizessem o melhor para o bem maior em todos os momentos. Mas os projetos não funcionam assim na vida real.  

Os GPs com boas habilidades de negociação são um trunfo para suas equipes. Com essa característica, fica mais fácil resolver conflitos e encontrar cenários em que todos saem ganhando.

3. Controle de custos

O gerenciamento de custos é um tópico crítico para os gerentes de projeto. Aqueles sem essa habilidade estarão em desvantagem porque os orçamentos são limitados. 

Você precisa mostrar que pode entregar seu projeto dentro das restrições de custo e sabe administrar as finanças do projeto de maneira inteligente.

4. Gerenciamento de riscos

Ser capaz de controlar os riscos (na medida do possível) é um sinal de que você está no topo do seu projeto. Os patrocinadores não gostam de surpresas e o bom gerenciamento de riscos é uma maneira de administrar custos e evitar imprevistos.

5. Gerenciamento de contratos

O gerenciamento de contratos consiste em poder gerenciar ativamente essas aquisições. Anteriormente, muitos GPs podiam confiar em seus departamentos financeiros e jurídicos para realizar esse trabalho. 

Hoje, com equipes cada vez mais reduzidas e tendo que fazer mais com menos, cabe aos gerentes de projeto assumir o controle também da parte de compras.

6. Pensamento Crítico

O pensamento crítico é essencial para poder tomar boas decisões. Para isso, é preciso avaliar todas as possibilidades antes de escolher o caminho certo a seguir. 

É possível desenvolver suas habilidades de pensamento crítico através da prática e equipando-se de ferramentas e abordagens para ajudá-lo a estruturar argumentos logicamente e ver as coisas de todos os ângulos antes de tomar a decisão final.

7. Comunicação

Os stakeholders exigem cada vez mais informações. Para atender suas expectativas é fundamental que a comunicação aconteça com eficácia e frequência.

Pense criativamente sobre os canais de comunicação disponíveis, incluindo:

  • Intranet
  • Boletins informativos
  • E-mails
  • Ferramentas de colaboração e mídia social
  • Reuniões da equipe/presenciais
  • Web e conferência online

Agora, pense em como você pode aplicar cada um deles para servir ativamente em seu próximo projeto.

8. Gestão da qualidade

O gerenciamento da qualidade garante que a entrega seja um produto ou serviço adequado ao objetivo e que gere valor para o cliente. Qual patrocinador de projeto não quer isso? 

É importante dedicar tempo suficiente para focar na qualidade de seus projetos. E aqui fica um ponto de atenção: esse processo acaba, muitas vezes, sendo negligenciado por parecer “apenas” uma sobrecarga administrativa.

9. Redação de cases de negócios

Com o foco contínuo em fornecer valor comercial, ser capaz de escrever um case de negócios (ou pelo menos contribuir com um) é uma boa habilidade para um GP. 

Vale conferir alguns modelos para estar preparado quando precisar finalizar ou revisar algum case – ou até mesmo o do seu projeto. Afinal, ninguém melhor para produzir esse conteúdo do que o próprio GP, certo?

Também é válido buscar cases de projetos anteriores da sua empresa e avaliar o que você faria de diferente. Já é um ótimo começo!

10. Um bom senso de humor

Podemos dizer que um bom senso de humor é capaz de ajudar muito dentro de um projeto. Um GP que consegue ver o lado divertido e engraçado do gerenciamento de projetos estará mais apto a motivar a equipe e tirar melhor proveito dos profissionais envolvidos. Isso também ajudará a manter a balança equilibrada nos momentos de tensão e estresse que certamente virão nos próximos meses. 

Que tal testar suas habilidades como Gestor de Projetos em apenas uma semana? Basta uma boa ideia, uma equipe multidisciplinar e vontade de fazer acontecer. Quer saber como? O caminho para o sucesso está aqui: ebook “Design Sprint: Testando ideias em apenas cinco dias”. 

Design sprint-testando ideias em apenas cinco dias - MJV Technology & Innovation

Voltar