Fique por dentro! Assine nossa newsletter

11/16/2020
Por
MJV Team

Transformação Ágil em áreas de soluções digitais: como aumentar seus resultados

Na Era Ágil, a produtividade consiste em maximizar valor com menor volume de produção. Veja como a sua equipe pode se beneficiar adotando a transformação ágil e convertendo incertezas em oportunidades escaláveis.

Fato de 2020: As organizações estão vivenciando uma jornada rumo à transformação ágil em um cenário que muda a cada instante. Só para você ter uma ideia, antes de terminar de ler esse texto, é provável que algo no mundo já tenha se tornado diferente.

Então, qual é a direção certa para estar na vanguarda do mercado? 

Se por um lado, a meta é virar a chave para a agilidade organizacional, por outro, muitas empresas dizem estar neste processo, mas poucas realmente estão fazendo de forma eficaz.

Além das metodologias e frameworks inovadores, é necessário construir um movimento contínuo e colaborativo, onde as pessoas são regidas por princípios e valores claros. Ágil não é sobre fazer, é sobre pensar. E por isso, requer uma transformação cultural.

Muitas empresas têm dificuldade de compreender a Transformação Ágil, embora seja necessário uma abordagem constante e cirúrgica para realizá-la com plenitude, é possível sintetizar em três palavras-chave: 

Propósito. Cultura. Adaptabilidade.


Nesse artigo, você entenderá como uma transição sistêmica pode ajudar áreas de soluções digitais a desenvolverem vantagem competitiva sustentável, incrementar receita e agir com eficiência diante das incertezas. Continue com a gente!

Quais são os desafios das Metodologias Ágeis?

Não é segredo que os desenvolvimentos em ciclos curtos, entregas de valor constante e projetos mensuráveis são benefícios que brilham aos olhos das organizações, mas a verdade é que além de recursos tecnológicos, a transformação ágil parte de um ponto crucial: a decisão de equipes tradicionais se reinventarem.

  “Inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança.” Stephen Hawking

Vale ressaltar: Algumas pessoas acreditam que squads Ágeis nascem de um dia para o outro, mas não é bem assim. É necessário aculturar o processo pela raíz.

Quebra de paradigmas

Fenômenos globais estão movimentando indústrias, transformando hábitos pessoais, negócios e países. 

Sim, o futuro está sendo refinado, e, acredite, o presente também.

Uma pesquisa da Harvard Business Review aponta que 70% de todas as mudanças propostas por empresas acabam falhando. Os motivos? 

  1. Resistência dos colaboradores à mudança 
  2. Falta de adaptação da liderança são algumas das razões

O que você sente ao precisar praticar algo diferente? A verdade é muitas pessoas encontram desconforto ao encarar mudanças. Por isso, a decisão de querer mudar precisa ser o ponto de partida.

Lembre-se:


Se adaptar e abraçar o novo exige flexibilidade para superar os instintos reativos e criar rotinas e práticas sólidas que visam a chave de colaboradores e líderes ágeis.

Níveis de autonomia

A transformação Ágil pavimenta a simplificação de burocracias e constrói uma cultura de confiança, justamente para que colaboradores consigam entender quais são os seus níveis de autonomia e contribuir com entregas incrementais para acelerar resultados.

Dessa forma, o autogerenciamento é incentivado, pois quando as pessoas se sentem mais satisfeitas, cultivam um sentimento maior de responsabilidade, exercendo o seu papel de forma clara.

Pense sobre isso: Os colaboradores da sua equipe sabem quais são as validações, graus de decisão e etapas de gerenciamento que podem ser responsáveis?

Esclarecer o nível de autonomia é decisivo para impulsionar produtividade, engajar o time e fomentar a inovação.

Alinhamento único

Comunicação é a palavra-chave. Através da transparência, humanização e integração, é possível assegurar que todos sejam guiados para uma mesma mesma direção, promovendo melhoria contínua e valor agregado às soluções.

Além disso, os canais de comunicação também devem ser pensados durante esse processo.

Como funcionam as Cerimônias Ágeis?

As reuniões são, definitivamente, elementos importantes para o desenvolvimento Ágil, principalmente quando se trata de conduzir times multidisciplinares a serem mais colaborativos, impulsionar a celeridade de mudanças para novas rotas e garantir entregas de qualidade.

Veja agora alguns exemplos que podem ser estruturados em sua equipe!

Aproveite para mergulhar fundo no triângulo da agilidade:

Papéis Ágeis: conheça o triângulo de ouro da agilidade

Plannings

Esta cerimônia é realizada para marcar o início de um ciclo, o objetivo da reunião é nortear o time de desenvolvimento em relação às tarefas da sprint, sempre com consenso de todos sobre o plano de ação.

Além da equipe de desenvolvimento, é imprescindível que Scrum Master e Product Owner estejam presentes! A duração aproximada é de 1 hora, onde o grupo estima prazo e o esforço que será necessário para garantir o sucesso de tarefa. 

Dailys Stand-up

Essa reunião é realizada diariamente, este é o momento para que a equipe de desenvolvimento siga com as prioridades certas no radar. É recomendado que essas reuniões não durem mais de 15 minutos, por isso, quando possível, são realizadas com os participantes em pé.

O objetivo da reunião é garantir que todos estejam na mesma página em relação aos acontecimentos da equipe e acompanhem a progressão eficiente das entregas.

Sprint Reviews


Realizada ao final de cada sprint, a equipe de desenvolvimento, Scrum Master e P.O devem estar presentes! É uma reunião com duração aproximada de 1 hora, onde todos crescem juntos revisando os entregáveis da sprint, analisando pontos positivos, negativos e gerando otimizações para próximos ciclos.

Vale a pena relembrar: 

Os 4 valores do Manifesto Ágil apresentados ao mundo por um grupo de desenvolvedores e desdobrado para muito além da área de tecnologia, dizem que apesar dos itens à direita serem valorizados, os itens à esquerda são prioridade:

  1. Indivíduos e interações acima de processos e ferramentas
  2. Software em funcionamento acima de documentação abrangente
  3. Colaboração com o cliente acima de negociação de contratos
  4. Responder a mudanças acima de seguir fielmente um plano

Times tradicionais x Equipes Ágeis

Equipes tradicionais

A gestão geralmente é realizada baseada em comando e controle, onde o(a) chefe é responsável por delegar a demanda e os silos por desenvolver partes individuais, sem estarem integrados nos processos estratégicos e decisivos. 

Nesta realidade, o desenvolvimento é realizado de forma contínua até a conclusão do projeto para só nesse momento gerirem os erros. 

Equipes Ágeis

Nessa estrutura, não há a figura de chefe, todos pensam em conjunto e são protagonistas! 

Além de dividir os projetos em fragmentos, as equipes multidisciplinares são responsáveis por se auto-organizar, prosperando em ambientes colaborativos e de confiança.

Neste modelo, os líderes ocupam os papéis de facilitadores e a equipe de desenvolvimento fatia os projetos para proporcionar uma degustação de solução ao cliente, reduzindo complexidades, promovendo transparência e evoluindo de forma incremental, até mesmo, através dos erros inevitáveis.

O Ágil pode ser combinado com outras metodologias para maximizar resultados?


Nós já falamos sobre como as Metodologias Ágeis podem ajudar o seu time a obter eficiência para resolver desafios complexos do mundo VUCA. Mas, além disso, é possível combiná-lo com outras metodologias para gerar soluções valiosas e maximizar a perspectiva de inovação nos negócios.

Design Thinking + Agilidade

O relacionamento daquilo que se pensa com aquilo que se faz é um casamento profundamente feliz e complementar. Após o DT desmembrar cenários de caos em inteligência, gerar soluções alinhadas às necessidades dos usuários e stakeholders, as práticas ágeis ajudam a tangibilizar e construir com assertividade produtos, soluções e processos eficientes. 

Por isso, por aqui na MJV, nós utilizamos um framework incremental e produtivo, combinando Ágil + Design Thinking + Desenvolvimento de Software.

Esse combinado possibilita uma operacionalização mais eficiente e um produto final mais alinhado às necessidades do mercado.

Nossa Sprint de Planejamento Estratégico propõe um formato próprio para diagnosticar, conceituar e validar de forma ágil e rápida um direcionamento estratégico, combinando Design Thinking, Práticas Ágeis e Design Sprint.

Vamos bater um papo para entender melhor os seus desafios e oportunidades? Fale com nossos especialistas em Transformação Ágil para diversos setores e conheça nossas soluções!

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter