Compartilhar:

Categorias:

5 min read

Mercado segurador: contexto atual e perspectivas para o setor

O mundo mudou e o mercado segurador experimentou uma nova perspectiva que está impactando seu presente e vai impactar seu futuro. Entenda o motivo dessa virada de chave!


Sim, estamos no meio de uma crise mundial, uma pandemia que assolou o mundo inteiro e ainda tem provocado bastante instabilidade em todos os setores. Mas, não, nem tudo está perdido. 

Pelo contrário, as projeções são otimistas para o setor financeiro e para o mercado segurador. Especialistas apontam que, do ponto de vista econômico, o Brasil terminou o ano de 2021 bem melhor do que começou.

Para o mercado segurador podemos falar em uma virada de chave, uma mudança estrutural que modificou seu presente e, certamente, vai impactar seu futuro. 

Se você é do mercado segurador e ainda vê incertezas no horizonte, fique tranquilo. Vamos explicar como 2020 e 2021 contribuíram para que 2022 seja, provavelmente, muito melhor. E, com o perdão do trocadilho, mais seguro

2020: uma nova perspectiva

A pandemia mundial do coronavírus foi um fato marcante para todos. Tudo mudou e a verdade é que mudou para sempre. Não existe volta, o tão falado novo normal virou o normal.

Porém, não vamos falar aqui sobre o home office, uso de máscaras, sobre o aumento vertiginoso da inflação, a diminuição da confiança dos empresários industriais ou a desaceleração da recuperação da atividade econômica. Isso tudo você já sabe – ou, pelo menos, já ouviu falar.

O que vamos abordar é a nova perspectiva que contaminou o mundo junto com a Covid-19 e qual é o seu impacto disso para o mercado segurador. Vamos traçar um panorama do ontem, do agora e do futuro.

.:: ONTEM ::.

O mercado segurador: o clichê das letras miúdas

Você já deve ter ouvido falar que fazer um seguro de vida não vale a pena porque não vai poder contar com ele quando precisar. Ou que só aproveita o seguro quem fica. Ou, ainda, que é muito caro e que não dá para confiar nas letras miúdas do contrato.

Essa é uma perspectiva bem antiga, mas ainda é real. E representa uma dor do mercado segurador. Ou, pelo menos, representava. Vamos falar disso mais adiante.

.:: HOJE ::.

A virada de chave: o novo olhar e a adaptação rápida das seguradoras 

Veja, a pandemia da Covid-19 causou a maior recessão mundial desde a Grande Depressão de 1929. Mas não foi só isso. As pessoas mudaram a sua perspectiva em relação à vida porque perceberam que podem morrer.

Em todas as faixas etárias a preocupação com temas como: saúde, qualidade de vida, segurança, estabilidade financeira e o futuro passou a ser o eixo central. E as seguradoras sentiram esse impacto, afinal, estavam na linha de frente.

Nesse sentido, tiveram que se ajustar rapidamente. Pensando em novas coberturas, ajustando a idade mínima e máxima de seus segurados, aumentando a oferta do atendimento ao cliente – inclusive pelas redes sociais. E não para por aí. Muita coisa ainda promete mudar nesse cenário. 

Hoje, as seguradoras oferecem muito mais transparência para seus clientes, com soluções totalmente customizáveis de acordo com o bolso e as necessidades de cada um. Não é mais aquele produto pré-formatado que o cliente nem entende o que está adquirindo. 

E quando falamos de produto estamos incluindo nessa lista outros itens do portfólio das seguradoras, como Previdência Privada, Investimentos e Capitalização. 

Acesse grátis

Tendências do mercado segurador 2022

.:: AMANHÃ ::.

O futuro do mercado segurador

Quando falávamos que o futuro é o amanhã, costumava ser uma declaração metafórica. Hoje, as transformações são tão rápidas e as adaptações tão dinâmicas que essa afirmação já é quase literal. 

Então vamos conferir o que esse tal de amanhã nos reserva! Veja, abaixo, cinco pontos que impactarão o futuro do mercado segurador. 

Diminuição da burocracia 

A diminuição da burocracia no momento da contratação é um ponto que abordamos acima e que já evoluiu bastante. Mas promete alçar voos ainda maiores. 

Isso porque não basta ser fácil na hora de contratar. O foco precisa ser o momento mais delicado e complexo: o sinistro. Facilitar processos, agilizar recebimentos e retirar burocracias desnecessárias do caminho será, cada vez mais, um diferencial importante.

Inovação no mercado segurador

A inovação não vai parar ou se restringir somente a alguns setores. Ela precisa se expandir por toda a corporação – até para passar segurança e transparência para o cliente. 

Ou você, enquanto cliente, confiaria em uma seguradora que diz investir em inovação, mas não possui um aplicativo para agilizar a vida de seus clientes?

Meios de pagamento

As formas de pagamento estão sendo modernizadas a cada dia. Pagamento por aproximação, smartwatch com carteira digital, PIX etc.

O futuro é ser cada vez mais fácil, prático e rápido. Como, quando e onde o cliente quiser pagar, a empresa precisa estar preparada para receber.

ESG

Cuidar do meio ambiente, ter responsabilidade social e adotar melhores práticas de governança são tópicos relevantes para qualquer empresa que esteja acompanhando os eventos mundiais dos últimos dois anos.

Sim, estamos falando de ESG, a sigla que contempla isso tudo e está cada vez batendo ponto nas reuniões dos executivos. O movimento veio para ficar, porque são os próprios consumidores que o impulsionam.

É uma reação em cadeia: o consumidor mais consciente, exige produtos e serviços com impacto socioambiental positivo; governos sancionam regulamentações que limitam emissões; empresas lançam produtos mais verdes, alterando, assim, comportamentos de consumo.

Tecnologia

Saúde, qualidade de vida e impacto social: tudo precisa estar ligado. Ou melhor, conectado. Cada vez mais veremos empresas tradicionais do setor se fundindo com fintechs e insurtechs para trazer a inovação cada vez mais para perto do core business.

A tecnologia vai andar de mãos dadas com a inovação para colocar na palma da mão dos clientes e segurados uma experiência inovadora e recompensadora de ter uma vida mais saudável e, ao mesmo tempo, segura.

Nessa equação devemos somar o novo normal e a consolidação da telemedicina com atividades ao ar livre, wearables capazes de registrar a rotina, gamificação, moedas virtuais, seguro de vida, responsabilidade social, dentre outros fatores. 

Deu para entender onde vai chegar o resultado disso? 

Sim, estamos falando de um seguro de vida que te recompensa com moedas digitais por fazer atividades como caminhar, pedalar, praticar yoga e meditação. 

Com essas moedas você diminui o preço do seu seguro de vida. Paga menos por se tornar mais saudável, diminuindo a possibilidade de ter uma doença grave e precisar utilizar o produto.

Com o registro simples de suas atividades (como passos dados ou calorias gastas) você faz a conversão para doar cestas básicas ou pratos de comida para quem precisa. 

É possível mudar a sua realidade e, ao mesmo tempo, o mundo. E isso está no futuro. Ou seja, prepare-se para o amanhã! 

Não sabe por onde começar? Nós te ajudamos!

Baixe o “Report Tendências do Mercado Segurador 2022” e confira os principais desafios, 4 grandes tendências para o setor e histórias de sucesso. 

Voltar