O Scaled Agile Framework é um método de trabalho oriundo dos chamados métodos ágeis, com foco em um projeto de disseminação do pensamento e das práticas ágeis em um contexto organizacional, partindo da gestão até os times.

Fique até o final deste artigo e conheça todo o passo a passo para implementar o SAFe na sua empresa!

O que é o SAFe?

Recapitulando, o SAFe é um acrônimo de Scaled Agile Framework, como o próprio nome diz, trata-se de uma estrutura ágil escalável.

Entre os principais benefícios da implementação do SAFe são:

Mas esses são apenas alguns dos benefícios de implementação do Scaled Agile Framework. Conheça mais sobre essas e outras características em nosso artigo O que é e como funciona o SAFe.

Como implementar o Scaled Agile Framework?

Neste tópico, vamos falar sobre o que é importante ter em mente para implementar o SAFe na sua empresa. Vamos lá!

O Scaled Agile Framework é uma estrutura de geração de valor estratégico para organização, pois funciona em 3 níveis organizacionais: team (equipe), program (programa) e portfolio (portfólio).

Os times representam o trabalho do dia a dia, e os métodos usados para garantir as entregas podem variar entre uma série de outros frameworks; o programa refere-se à estratégia organizacional para que metas coletivas sejam atingidas; e o portfólio versa sobre a qualidade e o fluxo de geração de valor para o cliente.

O Scaled Agile Framework é, essencialmente, uma estrutura que preza pela sustentabilidade do fluxo de entregas e que fornece se retroalimenta:

  1. Garante a sustentabilidade, pois na Na Big Picture (que você vai ver mais à frente), são discriminados os requisitos para que o framework, o que evita restrições técnicas;
  2. E se retroalimenta, pois fornece insumos para o refinamento da estrutura.
Acesse grátis

Como criar OKRs: alcance os objetivos do seu setor agora!

4 passos para aplicar o Scaled Agile Framework na sua empresa

Você deve ter notado que uma mudança estrutural na empresa não vai acontecer sem uma boa organização e um passo a passo bem assimilado por cúpula diretiva, gestores, lideranças técnicas dos times e o restante dos funcionários, certo?

Portanto, existem alguns requisitos para que você consiga implementar o SAFe com sucesso. Confira 4 passos primordiais para isso!

1. Mapeie os fluxos de valor dos seus processos

Os fluxos de valor (ou value streams) são etapas que uma solução implementa para consolidar soluções que gerem um fluxo contínuo de valor, tanto para um objetivo de médio ou longo prazo, quanto para um cliente.

Conhecer o fluxo de valor dos seus processos como a palma da mão é um requisito necessário para construir uma mentalidade única voltado ao cumprimento de tarefas que geram o resultado desejado.

Note que o Scaled Agile Framework é um planejamento minucioso acerca de como os conceitos do ágil serão disseminados pela empresa. Portanto,a definição dos fluxos de valor serão essenciais para criar a Big Picture, um grande esquema gráfico que tangibiliza quem faz o que (os papéis e atividades) dentro do SAFe.

2. Treine seus colaboradores em métodos ágeis

Para implementar uma estrutura como o SAFe, é preciso definir os agentes da mudança e capacitá-los nos métodos de gestão ágil e operações enxutas necessários ao bom desempenho do SAFe, principalmente líderes, gerentes e executivos.

O objetivo aqui é construir um hub de especialistas, capaz de ser referência e direcionar a produtividade e o foco da organização aos objetivos.

A MJV tem agilistas experientes em capacitação por meio de workshops e treinamentos in-company, vasto conhecimento em crescimento de negócios, além de trabalhar com outsourcing de times interdisciplinares e especializados. Precisa de ajuda? Conte conosco!

3. Teste a execução dos ARTs

Depois de vencida a transição cultural para o Ágil, mapeados os fluxos de valor e treinamento e capacitação dos agentes facilitadores em métodos ágeis, é hora de testar a capacidade dos times de entregar valor dentro do esquema SAFe.

A sigla ART significa Agile Release Train. Os ARTs são considerados o coração do SAFe, pois referem-se a um método de organização virtual (e por virtual aqui, leia-se “teórico”) para manter os times engajados a um objetivo organizacional específico.

Os ARTs consistem em uma série de elementos para manter o sincronismo dos times com o objetivo, com ferramentas que ajudam a definir, testar, implementar e lançar soluções, entre elas, por exemplo, as Cerimônias do Scrum/Ágil.

Equipe capacitada e habilidades testadas, é hora de justificar o investimento. E, para isso, é chegado o momento de ampliar o portfólio por meio do lançamento de mais ARTs.

4. Escale seu portfólio

Equipe capacitada e habilidades testadas, é hora de justificar o investimento. E, para isso, é chegado o momento de ampliar o portfólio por meio do lançamento de mais ARTs.

Um framework ágil para cada tipo de necessidade

Levando em conta a maturidade do tema, a essa altura, podemos inferir que você provavelmente é alguém que tem conhecimentos razoáveis sobre Ágil, seus frameworks e outros métodos.

Como você pôde perceber, o SAFe transcende e evolui os princípios básicos do Manifesto Ágil, estando mais atrelado à tangibilização do valor da agilidade para os negócios e à uma visão sistêmica da produtividade da organização do que, de fato, a dinâmica dos times — como o Scrum e suas sprints, por exemplo.

Se você ainda busca desenvolver um mindset ágil na sua equipe e justificar o investimento, leia este conteúdo sobre Modelo Cascata/Waterfall x Ágil, que explica os benefícios da transição para a agilidade. Vale a pena conferir também os mitos e verdades sobre o Ágil.

Se você já sabe que ágil é para você e deseja obter melhores resultados, os Agile Coaches da MJV estão prontos para ajudar a sua equipe a implementar soluções ágeis para o dia a dia, utilizando Scrum, Kanban, Squads e OKRs.

Agora, se você quer aproveitar os benefícios do Ágil em escala organizacional e torná-lo um dos pilares de produtividade da sua empresa, fale com um de nossos consultores e saiba como a MJV pode te ajudar a implementar o Scaled Agile Framework!