Não é ficção científica: Robotic Process Automation já utiliza o poder dos robôs para automatizar uma série de processos.

Funciona tanto para as tarefas mais simples —  como fazer solicitações para o banco de dados —  até as mais complexas — como tarefas realizadas por montadoras em indústrias. Como deve imaginar, existem muitos benefícios do RPA.

Nesse blog post, vamos te contar as principais vantagens desse tipo de tecnologia, seus exemplos de uso e como implementar na sua empresa. Acompanhe a seguir!

O que é Robotic Process Automation?

Robotic Process Automation ou RPA é a automação de processos repetitivos em Softwares, como Sistemas de Gestão (ERP / SAP), para que possamos deixar de gastar tempo com processos que são apenas uma sequência de interações e focar na especialidade do ser humano: inteligência e criatividade. 

Pensando em termos corporativos, isso vai impactar diretamente em estratégia e lucro, é claro! Uma vez que você deixa seus colaboradores livres de processos repetitivos e maçantes, possibilita que estejam focados em desenvolver novos projetos e otimizar processos.

O que o RPA é capaz de executar e exemplos de uso

O primeiro passo para executar o RPA na sua empresa é identificar quais são seus principais incômodos. O que está engargalando as tarefas, ocupando seus colaboradores de desempenhar atividades estratégicas e atrapalhando a produtividade? 

A seguir, listamos algumas dores que podem ser resolvidas pelo Robotic Process Automation. 

Exemplos de uso

A tecnologia de automação de processos robóticos pode ajudar as organizações em suas jornadas de transformação digital, de inúmeras maneiras:

Gestão de relacionamento com clientes

O RPA é muito utilizado em sistemas de gestão de relacionamento com clientes, os CRMs. O motivo é simples: os processos de comunicação e integração de dados desse setor das empresas é repleto de tarefas repetitivas e em massa.

Automação de relatórios

As soluções RPA podem gerar relatórios automaticamente, analisar seu conteúdo e, com base no conteúdo, enviá-los por e-mail para as partes interessadas.

Contas a pagar e a receber

Os robôs RPA podem preencher lacunas de integração. Trabalhando no frontend, criam uma maneira mais fácil de automatizar o processo. Processos de pagamentos e recebimentos totalmente automatizados garantem que as melhores práticas sejam seguidas.

Folha de pagamento

As organizações podem contar com bots para aumentar a automação no processo de gerenciamento da folha de pagamento.

Recrutamento e seleção

Os robôs RPA podem ser implantados de forma rápida e eficaz para automatizar parte do processo com tarefas para funcionários novos ou demitidos. Isso traz velocidade e transparência a todo o processo.

Monitoramento de servidor e aplicativo

A RPA promove a redução de custos operacionais de TI e a economia de custos ao planejar as interrupções fora do horário comercial ou nos dias úteis.

Implantação de software

Os cenários de teste comuns são automatizados com ferramentas RPA e esses testes são executados após cada versão, garantindo que novos bugs não sejam introduzidos no código.

Acesse grátis

Robotic Process Automation (RPA): Como a automação robotizada de processos eleva a competitividade empresarial.

Como o RPA se diferencia de outras formas de automação?

Uma maneira bastante prática de entender o funcionamento do Robotic Process Automation é diferenciando-o da automação regular de TI.

O que distingue o RPA da automação de TI tradicional é a capacidade das plataformas RPA de estar ciente e se adaptar às novas circunstâncias, exceções e novas situações.

Uma vez que o software RPA tenha sido “treinado” para capturar e interpretar as ações de processos específicos em aplicativos de software existentes, ele pode manipular dados, disparar respostas, iniciar novas ações e se comunicar com outros sistemas de forma autônoma.

As empresas também podem incrementar seus esforços de automação injetando RPA com tecnologias cognitivas, como o Aprendizado de Máquina (Machine Learning), reconhecimento de fala e processamento de linguagem natural, automatizando tarefas de alta ordem que, no passado, exigiam as capacidades perceptivas e de julgamento dos seres humanos.

5 benefícios do Robotic Process Automation

O RPA oferece às organizações a capacidade de reduzir custos de pessoal e erro humano. 

Assim, acrescenta capacidade equivalente a centenas de funcionários em tempo integral, reduzindo a necessidade de novas contratações e treinamentos, entre outros gastos. Vamos conferir os principais?

1. Reduzir custos da empresa

O RPA permite uma drástica redução de custos na empresa. Isso porque, com a solução, garantimos a eficiência na aplicação de recursos e dispensamos mão de obra para tarefas automatizáveis.

Dessa forma, é possível remanejar todo o investimento em capacitação e preparar os profissionais para tarefas mais complexas dentro da organização.

2. Ganhar em produtividade

É claro que, ao automatizarmos os processos  com o uso de máquinas, podemos atingir picos de produtividade muito maiores, dependendo apenas dos recursos que temos disponíveis.

Além disso, com o Robotic Process Automation também garantimos uma linha de produção sem interrupções, já que as máquinas guiarão todo o processo.

3. Escalar o negócio

Gerir máquinas e o número de robôs que atuam na empresa é muito mais fácil do que contratar, treinar e remanejar os colaboradores para determinadas funções.

Com o poder da máquina, podemos apenas replicar toda a esteira operacional e garantir a escalabilidade do negócio para atuarmos em frentes e regiões que nunca imaginaríamos se contássemos com uma força de trabalho humana. 

4. Aumentar a qualidade das análises de dados

Os robôs podem interagir com uma série de fontes e bancos de dados distintos, permitindo que realizem a coleta desses dados e os apresentem de forma ordenada para os usuários finais: os humanos.

Com isso, reduzimos a possibilidade de erros manuais e garantimos muito mais qualidade para o poder de análise e tomada de decisão da organização.

5. Melhorar o clima organizacional

Sejamos sinceros: não queremos ter nossos empregos substituídos por máquinas, mas bem que gostaríamos de automatizar tarefas burocráticas e desnecessárias, não é verdade? E é isso o que o RPA vai fazer.

Não se trata da substituição do homem por completo. É uma oportunidade para focarmos em atividades mais intelectuais, criativas e verdadeiramente humanas. O RPA, portanto, pode melhorar o clima organizacional ao permitir isso.

Como implementar RPA?

RPA já está batendo na porta de várias corporações ao redor do mundo. E as previsões dos especialistas são positivas: o crescimento continuará e mais empresas se entregarão ao poder da automação de processos em geral.

Se você também acha que RPA é uma resposta eficaz para seus problemas, mas não sabe por onde começar, confira 5 passos para implementar na sua empresa. 

1. Defina as expectativas e mapeie as necessidades

Ganhos rápidos são possíveis com o RPA, mas não é recomendado começar a implementá-lo em escala.

Logo, o que se recomenda é uma mentalidade cautelosamente otimista — principalmente nos negócios de médio porte. Iniciar com um projeto e aprender com o processo é a melhor escolha

2. Pensa na melhoria da experiência do cliente

RPA é frequentemente apoiada como um mecanismo para aumentar o retorno do investimento ou reduzir custos. No entanto, o melhor é usá-lo para melhorar a experiência do cliente.

Dica: Aumento do retorno do investimento, principalmente em call centers e back offices.  

3. Busque ajuda especializada

As implementações mais bem-sucedidas da RPA incluem um centro de excelência com pessoas responsáveis por tornar os programas de eficiência um sucesso.

Dica: Busque ajuda de uma consultoria especializada, que desenvolva casos de negócios, calcule a otimização de custos e ROI e meça o progresso em relação a essas metas.

4. Envolva a TI

Por mais funcionais que sejam as plataformas e os serviços de RPA, é fundamental envolver o time de TI desde o início do projeto.

Dica: Da escolha do fornecedor à implementação das ferramentas, tudo deve ser acompanhado por esse setor.

5. Não menospreze o impacto nas pessoas

Não esqueça o loop de RH: novas implementações podem criar cenários desconfortáveis para os funcionários que têm processos e fluxos de trabalho modificados.

Dica: Faça uma boa gestão da mudança. Prepare os usuários para a transformação e repense os novos escopos.

Você precisa de ajuda para implementar o RPA no seu negócio? Então entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo!