Fique por dentro! Assine nossa newsletter

02/13/2020
Por
MJV Team

O que é inovação e como ela pode beneficiar sua empresa

Uma rápida busca no Google sobre o que é inovação nos mostra que esse termo, usado quase inflacionariamente, já se tornou um chavão. Mas o que isso realmente significa na prática?

Para muitas empresas, inovação significa pegar os produtos e serviços e alterá-los no detalhe: cor, forma, funcionalidades, tamanho etc. No entanto, essa forma de inovação incremental, sozinha, não funciona mais em muitos mercados. Além disso, devido à transformação digital, as empresas também precisam desenvolver cada vez mais modelos de negócios digitais… 

Em síntese, a inovação é sempre um grande desafio — por isso precisa, antes de tudo, ser compreendida.

Essa é nossa proposta neste artigo: desmistificar o que é inovação, mostrar como a sua organização pode se beneficiar com ela e apontar os primeiros passos para alcançá-la.

Continue lendo para entender!

O que é inovação

Há muito tempo, muitos estudiosos se debruçam sobre a inovação. A maioria deles concorda que para explicar rapidamente o que é inovação, pode-se recorrer ao economista alemão Jürgen Hauschildt, que assim a definiu: “inovações são produtos, serviços, processos ou modelos de negócios qualitativamente novos que se diferem visivelmente em um estado comparativo”.  

Também é interessante investigar a etimologia da palavra inovação. Ela tem origem no latim e significa algo como “mudança, reforma, introdução de algo novo, implementação de solução nova e progressiva para um problema específico”.

Seja como for, os estudiosos do tema têm um ponto em comum; eles coincidem que uma inovação só existe quando apresenta pelo menos estas duas características:

  1. novidade ou renovação de um objeto ou ação;
  2. mudança e aplicação — o que significa que a inovação deve ser inventada, introduzida, usada e aplicada.   

É exatamente aí que re side a diferença crucial entre inovação e invenção. Não raro, “inovação” e “invenção” são frequentemente usadas de forma intercambiável. 

No entanto, se você olhar mais de perto os significados das palavras, fica claro que uma invenção pode ser apenas a base da inovação. As invenções começam com uma ideia e o desenvolvimento de um protótipo. Para uma inovação surgir, o protótipo deve se tornar um produto/serviço que é trazido ao mercado e usado.

→ Aprofunde-se mais, baixe nosso e-book Cultura de Inovação: Como capacitar equipes para as mudanças organizacionais!

Tipos de inovação

Para ajudar a entender o que é inovação, é interessante lembrar que existem vários tipos de inovação. Aqui está uma síntese dos principais:

→ Inovação de desempenho: uma nova ideia para um mercado conhecido. Um aprimoramento da oferta existente, geralmente possibilitado pelas novas tecnologias;

→ Inovação incremental: desenvolvimento adicional e/ou otimização de produtos, serviços ou modelos existentes. Esses ajustes são frequentemente usados ​​para reduzir custos, otimizar os benefícios do cliente ou fazer um reposicionamento de mercado;

→ Inovação radical: significa que idéias completamente novas são implementadas em produtos, serviços ou modelos de negócios. Elas têm o maior impacto porque, por exemplo, novos mercados ou necessidades dos clientes podem surgir dessa inovação;

→ Inovação sustentável: serve às empresas para defender sua própria posição no mercado e permanecer competitivas. Qualquer inovação que melhore uma oferta é, portanto, uma inovação sustentável, independentemente de ser radical ou incremental.

→ Inovação disruptiva: inovações que moldam um novo mercado e perturbam os mercados estabelecidos; são frequentemente possíveis por meio de novas tecnologias, como o carro, que foi uma interrupção para os construtores de ônibus há 100 anos. Se uma inovação é disruptiva, muitas vezes depende da perspectiva — embora o carro elétrico seja uma inovação radical para a indústria automotiva, ele é prejudicial para a indústria do petróleo, por exemplo;

Inovação aberta: processo de inovação que gira em torno do livre trânsito de ideias, em busca de soluções de negócio para além das fronteiras corporativas, a partir de parcerias com outras organizações e instituições de pesquisa;

→ Inovação ágil: significa que as ideias são implementadas usando colaboração e loops de protótipo iterativos. Com a adaptabilidade dos processos ágeis de inovação, as inovações podem chegar ao mercado e ser implementadas mais rapidamente.

→ Aprofunde-se mais, baixe nosso e-book Laboratório de Inovação: Descobrir, Explorar, Cocriar!

Como a inovação pode beneficiar sua empresa

No mundo corporativo, as inovação, sejam elas de quais tipos forem, trazem excelentes vantagens em diversas frentes. Essas frentes costumam ser agrupadas assim: processos, produtos, serviços e modelos de negócios.

Inovação de processo

Trata-se de uma mudança ou novo desenvolvimento de processos e procedimentos. Em muitas empresas, a inovação de processo é chamada de processo de melhoria contínua ou gerenciamento de idéias.

Inovação de produtos

Refere-se ao desenvolvimento de propriedades inovadoras de produtos ou a criação de novos produtos. As empresas se diferenciam muito ao gerenciar o desenvolvimento de produtos inovadores; elas transparecem essa inovação, o que as ajuda a vender mais e melhor.

Inovação de serviços

É o desenvolvimento de novos serviços e ofertas de serviços. A inovação de serviço geralmente é um estágio preliminar da inovação do modelo de negócios. 

A principal diferença é a questão da monetização: a inovação em serviços não está necessariamente ligada aos clientes que pagam por esse serviço.

Inovação do modelo de negócios 

Trata-se do desenvolvimento de tipos inovadores de valor agregado. O foco está no desenvolvimento de benefícios inovadores para os clientes, pelos quais os clientes estão dispostos a pagar (eles visualizam e valorizam as inovações).

→ Aprofunde-se mais, baixe nosso e-book Inovação: cultura como drive para tecnologias emergentes!

O que a inovação pode fazer por sua organização

Os fatores competitivos estão em constante mudança no mundo corporativo atual. Embora tradicionalmente as vantagens competitivas para as empresas possam ser atribuídas principalmente a fatores como custos e qualidade, a inovação é o que tem catapultado as marcas mais vitoriosas. 

Dessa forma, os termos inovação, criatividade e desenvolvimento estão entre os mais usados ​​na gestão empresarial. A inovação, em si, sempre foi uma das forças motrizes da competição e sempre deu a tônica de uma dimensão competitiva elevada. 

Por outro lado, numerosos estudos e publicações nos últimos anos mostram que o ritmo da mudança está aumentando. Neste sentido, o que a inovação pode fazer por sua organização?

Um caso de sucesso

Além do que você já leu até aqui, queremos lhe mostrar um caso de sucesso que ilustra como a inovação pode elevar a competitividade do seu negócio. 

Confira, a seguir, como uma multinacional de fast moving consumer goods (FMCG) conseguiu elevar a experiência de seus clientes usando chatbots — e elevou seus resultados financeiros, além de se diferenciar da concorrência!

→ Desafio: 

Aproximar os consumidores e melhorar a transmissão dos valores e a identidade da marca. Incentivar o consumo do principal produto da marca durante as comemorações natalinas.

→ Solução: 

Construir um MVP (produto mínimo viável) de um chatbot capaz de interagir, tirar dúvidas e dar sugestões para os clientes.

O chatbot contou com um fluxo de conversa estruturado, focado na experiência do usuário, e Inteligência Artificial para maturar o conteúdo e aprender com as interações dos clientes.

→ Resultados:

Em apenas um dia:

  • aproximadamente 89% dos usuários consideraram que o bot os ajudou;
  • foi alcançada uma média de 90 usuários;
  • movimentou-se 2.200 mensagens enviadas;
  • apenas 2% dos usuários consideraram a análise de sentimentação como negativa.

→ Aprofunde-se mais no case Multinacional de fast moving consumer goods (FMCG) investe em bots para se aproximar de consumidores!

4 passos para sua empresa mergulhar na inovação

Para finalizar, confira, a seguir, quais são os passos iniciais que você pode dar para que o seu negócio mergulhe na inovação!

Passo 1: Traga a cultura de inovação para a luz

Para promover a inovação, é importante que você também tenha funcionários que valorizam coisas novas — que estejam procurando por elas. Você precisa criar uma cultura de inovação; e ela não nasce da noite para o dia.

Comece inserindo a inovação no planejamento estratégico do negócio; em seguida, sensibilize as lideranças para o tema e, com a ajuda delas, trabalhe-o também no nível global do negócio. 

Promova palestras, insira a inovação na comunicação interna, capacite os funcionários… Enfim, mostre que a inovação é um valor real, não apenas um discurso em sua organização. 

Passo 2: Monte um comitê de inovação

Reúna um grupo seleto de profissionais e dê a ele a missão de fomentar a cultura inovadora. Cuide para que esse comitê seja multidisciplinar e multi hierárquico — pessoas com habilidades, experiências funções e cargos/responsabilidades diferentes. 

Em linhas gerais, as atividades desse comitê podem girar em torno de criar o portfólio de inovação, selecionar ideias, intermediar debates, mensurar e comunicar resultados das discussões e ações em torno da estratégia de inovação.

O principal objetivo dessa equipe é sugerir e construir soluções novas para os problemas, entregando valor para todos os envolvidos e gerando resultados reais para a empresa. Assim, quanto maior a pluralidade de ideias, mais inovador se torna o ambiente corporativo.

Passo 3: Valorize a colaboração (interna e externa)

Não existe inovação sem colaboração. É muito importante criar um clima de ajuda mútua, de intercâmbio de ideias. 

Promova a integração dos departamentos e das equipes. Para isso, invista na comunicação interna, promova eventos de integração, crie metas conjuntas com equipes aparentemente “concorrentes”. 

Da mesma forma, você deve incentivar a colaboração com fornecedores, clientes e parceiros de negócios. Isso eleva o mindset de inovação. Os públicos externos ajudam os colaboradores, normalmente mergulhados em seus afazeres, a visualizar gargalos, modificar processos, ter ideias disruptivas, entre outras coisas.

Passo 4: Busque ajuda especializada

Por fim, um conselho bastante útil é: contrate uma consultoria especializada em inovação para “destravar” o poder inovador do seu negócio. Bons consultores têm know how em métodos que tornam tudo mais fácil e simples de ser realizado. 

Do diagnóstico  à execução de projetos específicos, passando pelo desenvolvimento da cultura de inovação, entre outras frentes, uma consultoria de inovação ajuda muito. É o que as empresas mais bem-sucedidas têm feito: lançado mão da inovação aberta para se diferenciar no mercado e potencializar seus resultados.

Que tal, nós conseguimos ajudá-lo a refletir sobre o que é inovação e por que sua empresa deve investir nisso? Confira agora nosso report com as tendências mais quentes em inovação e negócios para 2020!

Tendências em negócios 2020

 

Voltar

Fique por dentro! Assine nossa newsletter